Categories
Turismo

Aeroporto no Brasil é “desastre”, diz associação mundial de aéreas

O UOL publicou, em novembro de 2010, matéria que nos faz pensar. Vale reproduzir uma parte. O texto é de Luciana Coelho, de Boston. Para ver, na íntegra, a matéria original, clique depois aqui.

A principal associação mundial de companhias aéreas censurou ontem o Brasil por deficiências de infraestrutura que ameaçam o fluxo de passageiros na Copa de 2014 e na Olimpíada de 2016.

Impostos e taxas no país e na região também foram questionados como um obstáculo à operação, assim como riscos à segurança.

“O Brasil é a maior economia da América Latina e a que cresce mais rápido, mas sua infraestrutura é um desastre crescente”, afirmou o presidente da Iata, Giovanni Bisignani, em discurso distribuído à imprensa.

Bisignani, que falou no fórum da Associação de Transporte Aéreo da América Latina e do Caribe, no Panamá, alertou para a demanda que virá com os megaeventos esportivos e exortou autoridades e empresas nacionais a prepararem um plano “se quiserem evitar vexame”.

“O relógio está correndo e eu não vejo muito progresso”, afirmou. “Dos 20 maiores aeroportos domésticos do Brasil, 13 não conseguem acomodar as demandas em seus terminais. E a situação em São Paulo é crítica.”

A maior preocupação da Iata é o Aeroporto Internacional de Guarulhos. A associação criticou a decisão da Infraero, depois revertida, de fechar uma das pistas no próximo ano. A capacidade atual do aeroporto é insuficiente para o crescimento da demanda.

[hana-code-insert name=’AdSense livre no post direita’ /]

Outro ponto levantado foi o aumento tributário. A Iata relata este como um problema da região, mas destaca o Brasil, o Chile e o Peru ao falar de países cuja competitividade no setor é fortemente afetada pelos impostos.

“É por causa dos altos impostos que esses países são listados, respectivamente, como 45º, 57º e 74º no índice de viagem e turismo do Fórum Econômico Mundial.” A lista é liderada pela Suíça.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

3 comentários a “Aeroporto no Brasil é “desastre”, diz associação mundial de aéreas”

Oi, Glauco!
Espero que esse final de ano, não se repita o caos áereo, que houve intensamente em 2008.Desorganização na infraestrutura é comum na maioria dos aeroportos brasileiros.Tantos tributos pagos, e nem uma melhoria nos serviços oferecidos.Em 2014, muita coisa será maquiada com o colorido de tudo é maravilhoso, no país do futebol.Ainda, há quem, festeje.

Deixe um comentário