ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

[hana-code-insert name=’AKP explica’ /]

.

Guia
Allan Kardec em Paris

Rue de la Harpe

.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe
1: Torre Eiffel | 2: Jardins de Luxemburgo | 3: Rue de la Harpe | 4: será explicado daqui a pouco

.

Allan Kardec em Paris - Período RivailA Rue de la Harpe [ry de la árpe] marcou a vida profissional de Rivail como educador.

Como vimos há pouco, no capítulo sobre a Rue de Sèvres, há dúvidas sobre quando Rivail completou os estudos em Yverdon e voltou à França. O ano mais provável é 1822. O certo é que, em 1823, o jovem Rivail já residia em Paris, na Rue de la Harpe, nº 117.

Espíritas comentam que Rivail nasceu e viveu a infância em Lyon. No entanto, um fantástico trabalho de pesquisa de Jorge Damas Martins e Stenio Monteiro de Barros (veja a lista de obras indicadas no final deste guia) detectou um engano histórico. Na verdade, Rivail nasceu em Lyon, mas viveu os primeiros anos em Bourg de L’Ain.

É compreensível que ele tenha ido a Paris, não à cidade da infância, ao sair de Yverdon. Paris era uma cidade que fervilhava culturalmente — a mais apta a abrigar os passos que Rivail pretendia seguir na educação e na cultura. A própria Rue de la Harpe era um local de intensas atividades acadêmicas. Lá ficava, por exemplo, o Liceu Saint-Louis, estabelecimento de ensino de ótima reputação.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe
Mais e mais estações de bicicletas…

.

Uma pequena rua que “ferve”

A Rue de la Harpe é de curtíssima extensão (aproximadamente 220 metros). Eu esperava encontrar um lugar estritamente residencial e calmo — apesar da proximidade com a Boulevard Saint-Germain, que veremos daqui a pouco. Para minha surpresa, vi uma rua muito agitada. Na parte térrea dos prédios, há inúmeros bares e restaurantes, todos lotados de parisienses e de turistas de várias partes do mundo.

A agitação começa à tarde, mas é à noite que o lugar “ferve”. Chega um momento em que é difícil andar por ali. Minha visita foi no verão, época de alta temporada, mas há uma frequência razoável durante as outras estações do ano.

Era final de tarde quando estive ali pela primeira vez. Aliás, de bicicleta. Observe, em algumas fotos aqui, uma estação de bicicletas nessa rua. Deixei a minha bicicleta naquela estação, pesquisei o local e depois peguei um táxi em direção ao hotel. Tomei banho, troquei de roupa e voltei à rua de táxi, para apreciar a vida noturna.

E para comer, é claro.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

.

Rivail começa a
mostrar seus talentos

Nessa rua, Rivail começou a mostrar a Paris a alta qualidade de seus trabalhos como educador. Conseguiu destacar-se no magistério e traduziu livros ingleses e alemães.

Mesmo quem conhece apenas superficialmente a biografia de Rivail já ouviu falar que ele publicou um livro pedagógico chamado Cours Pratique et Théorique d’Arithmétique, d’Après la Méthode de Pestalozzi, avec des Modifications (Curso Prático e Teórico de Aritmética, de Acordo com o Método de Pestalozzi, com Modificações). Foi um sucesso de crítica. Pois era aqui que ele morava quando isso aconteceu. Foi em 1823. Portanto, falamos de um jovem de apenas 18 anos!

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe
O prédio nº 1 da rua.

.

Onde está o número 117?

Na rua, à procura do prédio 117, eu fiquei intrigado. Segui desde o prédio número 1 até o fim. O último número sequer se aproxima de 100. Como explicar isso? O número desapareceu após uma grande alteração na área ou foi registrado com engano nas biografias?

Tive acesso a um material histórico que esclareceu isso (agradeço a Umberto Farias, de Paris).

A Rue de la Harpe passou por intensas transformações durante o Segundo Império e a grande reforma de Paris, no tempo de Napoleão III e do prefeito Haussmann. Na época de Rivail ali, era mais extensa. Chegava ao atual Boulevard Saint-Michel, passando pelo Liceu Saint-Louis e alcançando os Jardins de Luxemburgo. Fazia parte das ruas mais importantes da margem esquerda do Sena, porque passava por colégios de prestígio. Fica mais evidente, assim, a razão de ter atraído Rivail.

Essas informações constam no Dictionnaire des Rues de Paris, de Jacques Hillairet. O autor aponta 1855 como o ano de criação dos boulevards e das maiores transformações na Rue de la Harpe. Afirma que “nenhuma rua da Velha Paris foi tão transformada pelas obras de Haussmann como a antiga Rue de la Harpe”.

Apesar das alterações, a visita vale muito a pena. Fazemos parte de um trajeto percorrido inúmeras vezes por Rivail, olhando para vários prédios que estão lá até hoje. Além disso, podemos viver uma noite animada em Paris, em meio àquela multidão, parando em algum bar ou restaurante. Talvez você consiga sentir a energia de Rivail por ali enquanto aprecia um jantar.

Por exemplo, minha refeição foi em uma pizzaria. Quantas vezes Rivail pode ter entrado naquele prédio, que fica próximo ao antigo número 117? Talvez Rivail frequentasse o prédio por ter ali algum amigo.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe
Neste restaurante, comi uma pizza (minha comida favorita) muito boa.

.

A Boulevard Saint-Germain

Depois da visita, aproveite para explorar a Boulevard Saint-Germain, perpendicular à Rue de la Harpe. Extensa e cheia de bares, restaurantes e lojas, ela poderá ser uma boa opção para você estender seu passeio. A Boulevard é indicada pela “misteriosa” seta 4 no mapa que você viu no início do capítulo.

Se você for de táxi à Rue de la Harpe, use o nome “Boulevard Saint-Germain” como referência para o endereço. Como eu já disse neste guia, a grande maioria dos taxistas em Paris tem pouca ou nenhuma noção da cidade. Muito provavelmente, o taxista não saberá da Rue de la Harpe. A Boulevard Saint-Germain é mais conhecida.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

.

Crime e mistério na rua?!

Por fim, trago uma história muito curiosa sobre a rua. É apenas especulação, mas vale contar.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la HarpeDe acordo com supostos registros do chefe de polícia de Paris em 1800, uma série de assassinatos ocorreu na Rue de la Harpe naquele ano. Um barbeiro cortava a garganta de clientes, sacava-lhes os bens e usava os corpos para fazer tortas.

O caso seria uma das possíveis bases para a criação da história de Sweeney Todd, o cruel “barbeiro de Londres”, com enredo muitas vezes explorado na literatura, no teatro e no cinema.

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

.

Como chegar

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe

Localize direto no Google Mapas

.

~~~~~~~~~~~~~~~

PRÓXIMO DESTINO:

da Rue de la Harpe à Rue de Lille

ALLAN KARDEC EM PARIS » Rue de la Harpe
A pé (no mapa): 18 minutos. De carro ou bicicleta: 9 minutos.

.

♦ Continue a leitura
Próximo item: Rue de Lille »

.

[hana-code-insert name=’indice akp’ /]

.

[hana-code-insert name=’AKP creditos’ /]

Deixe um comentário