Categories
Turismo

Roteiro em Belém, Lisboa: visite 8 pontos turísticos

Oito dos principais pontos turísticos de Lisboa estão muito próximos uns dos outros. Concentram-se em BELÉM. Este roteiro conduz a uma visita a todos eles em apenas um dia. Aproveito para indicar dois pontos extras.

Um roteiro prontinho, Glauco? E com dois pontos extras? Oh, vamos em frente!

É bom ver seu ânimo.

Lisboa possui um charme único que marcará sua mente para sempre. Eu moro no Algarve, sul do país, mas vou frequentemente a Lisboa para passear. Nunca me canso de lá.

Você agora vai fazer um breve passeio virtual para programar a SUA visita. Pegue logo seu vinho, seu bacalhau, seu azeite, sua seleção de músicas de fado… e venha comigo.

Roteiro em Belém

Vejamos a região de Belém no mapa do Google. As setas indicam os pontos (8 + 2 extras). Se tiver boa disposição, dá para você ir de um a outro a pé. Aliás, recomendo isso veementemente, para apreciar mais a vista por ali.

Mapa com pontos turísticos de Belém.
Os pontos citados neste artigo. SETA PRETA: Museu do Combatente. BRANCA: Torre de Belém. ROSA CLARO: monumento em homenagem à primeira travessia aérea do Atlântico Sul (ponto extra). AZUL: Rio Tejo. LARANJA: Monumento Padrão dos Descobrimentos. VERDE: Jardim da Praça do Império. VERMELHA: Mosteiro dos Jerónimos. AMARELA: Pastéis de Belém. CINZA: pitoresca rua de restaurantes (ponto extra). ROSA ESCURO: Museu dos Coches. // Clique ou toque no mapa para vê-lo ampliado. Para ver a área direto no Google Mapas, siga aqui.

Antes de começarmos o roteiro, um alerta: ele não é adequado para uma segunda-feira, por ter alguns pontos inacessíveis nesse dia.

Museu do Combatente

[Seta preta]

O Museu do Combatente, no Forte do Bom Sucesso, ressalta conquistas militares portuguesas. Três períodos são destacados: I Guerra Mundial, Campanhas do Ultramar e Missões de Paz. O que mais chama a atenção é o Monumento aos Combatentes do Ultramar.

  • Aberto todos os dias.
  • 10:00 às 17:00, de outubro a março.
  • 10:00 às 18:00, de abril a setembro.
  • 3€ para adultos.
    • 2€ para crianças a partir dos 7 anos.
Externa do Museu dos Combatentes.
Memorial no Museu dos Combatentes.

Torre de Belém

[Seta branca]

A poucos passos do Museu do Combatente, encontramos um dos pontos mais simbólicos de Lisboa (e de Portugal): a Torre de Belém, construída no início do século 16. Muitos turistas cometem o pecado de visitar a torre apenas por fora. ENTRAR nela é uma experiência incrível.

  • 10:00 às 17:30 (última entrada às 17:00), de outubro a abril.
  • 10:00 às 18:30 (última entrada às 18:00), de maio a setembro.
  • Fechado às segundas-feiras e nos dias 1º de janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de maio e 25 de dezembro.
  • 5€, com possibilidade de comprar ticket conjunto para Torre de Belém e Mosteiro dos Jerónimos por 10€.
    • Bilhete de Família: 50% de desconto para filhos de 15 a 18 anos, desde que acompanhados por um dos pais.
    • Até 14 anos, entrada livre.

Quer mais detalhes? Fazer uma visita virtual à Torre, talvez? Já publiquei aqui um artigo completo.

Externa da Torre de Belém.
Interior da Torre de Belém.

A primeira travessia aérea do Atlântico Sul

[Seta rosa claro – ponto extra]

Em um canto do Jardim da Torre de Belém, vemos um monumento (um avião) em homenagem à primeira travessia aérea do Atlântico Sul. O fato ocorreu em 1922, com Sacadura Cabral e Gago Coutinho. A rota feita por eles (inclui o Brasil) você vê em uma das fotos abaixo.

Monumento da primeira travessia aérea do Atlântico Sul.
Placa sobre a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.

Rio Tejo

[Seta azul]

Ora, o próprio Tejo, um dos rios mais famosos do mundo, é uma atração turística. E está ali, enorme, majestoso, para você apreciar.

Aproveite para respirar fundo, relaxar, sentir todas as vibrações. E tire muitas fotos. Elas saem lindas.

Rio Tejo com a Ponte 25 de Abril ao fundo.

Padrão dos Descobrimentos

[Seta laranja]

À beira do Tejo, o Padrão dos Descobrimentos comemora a expansão ultramarina portuguesa. Expressa um passado glorioso, com a grandeza da obra do Infante D. Henrique, o impulsionador das descobertas.

Viva a emoção de ENTRAR E SUBIR no monumento. A 56 metros de altura, tem-se uma vista maravilhosa da região. No inverno, período em que escurece mais cedo, uma boa ideia é subir quando o pôr-do-sol está próximo. (Leia depois um artigo publicado aqui no blog. É uma visita virtual ao monumento, cheia de informações e fotos.)

  • 10:00 às 19:00, de março a setembro (última admissão às 18:30).
    • Em março, fechado às segundas-feiras.
  • 10:00 às 18:00, de outubro a fevereiro.
    • Fechado às segundas-feiras.
  • Fechado em 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro.
  • 3€ para adultos.
    • De 12 a 18 anos, 2€.
    • Livre para crianças com menos de 12 anos.

Está com fome? Aproveite para comer no Restaurante Nosolo ou no Restaurante Portugália, ambos ao lado do Padrão dos Descobrimentos. São famosos e oferecem uma bela vista do Tejo. (Atualização — Esses restaurantes já foram melhores na gastronomia. Mas eu sou bastante exigente com qualidade de comida — admito isso. Você também é?)

Monumento Padrão dos Descobrimentos.
Monumento Padrão dos Descobrimentos.

Jardim da Praça do Império

[Seta verde]

Em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, o Jardim da Praça do Império encanta com a beleza. As inúmeras oliveiras são uma atração à parte. Ao fundo, como cenário, temos a distinta fachada do mosteiro. É um bom momento para sentar-se e descansar. (Atualização — Continua a valer muito a pena a visita. Mas eu tenho detectado algumas faltas de cuidados. A Câmara de Lisboa não devia relaxar com isso. Lisboa recebe turistas AOS MONTES, cada vez mais, por isso o dinheiro também entra aos montes para as autoridades cuidarem de todos os detalhes. Uma cidade que vive muito do turismo, especialmente, não pode falhar em cuidados.)

Jardim da Praça do Império.
Jardim da Praça do Império.

Mosteiro dos Jerónimos

[Seta vermelha]

O Mosteiro dos Jerónimos é uma das construções mais bonitas que eu vi em toda a minha vida. (Em Portugal, escreve-se mesmo “Jerónimos”, com esse acento.)

Muitos turistas visitam apenas o exterior do mosteiro e a igreja que faz parte dele (Igreja Santa Maria de Belém), por ter entrada livre. A igreja é popular pela arquitetura impressionante e por conter o túmulo de Camões e o túmulo de Vasco da Gama.

Vá além. ENTRE no mosteiro. Vivencie um pouco mais da História, aprecie a fundo a arquitetura e encontre outros túmulos famosos, como o de Fernando Pessoa e o de Alexandre Herculano.

  • 10:00 às 17:30, de outubro a abril (última entrada às 17:00).
  • 10:00 às 18:30, de maio a setembro (última entrada às 18:00).
  • Fechado em todas as segundas-feiras e em 1º de janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de maio e 25 de dezembro.
  • 7€ para adultos.
    • Entrada livre para crianças até 12 anos.
    • Desconto de 50% a jovens de 15 a 18 anos, se acompanhados pelos pais.
    • Se comprou um bilhete especial na Torre de Belém, por 10€, você já tem o direito de entrar aqui.
Mosteiro dos Jerónimos.
Túmulo de Camões no Mosteiro dos Jerónimos.

Pastéis de Belém

[Seta amarela]

A poucos passos do Mosteiro dos Jerónimos, encontramos um dos pontos mais cobiçados por turistas em Lisboa: a casa Pastéis de Belém. Chegou a hora de você experimentar o legítimo, o único pastel de Belém, com fórmula guardada a sete chaves.

Leia depois um artigo publicado aqui no blog.

Casa dos Pastéis de Belém.
Pastéis de Belém.

Pitoresca rua de restaurantes

[Seta cinza – ponto extra]

Pertinho dos Pastéis de Belém, depois de você cruzar a Travessa da Praça, uma pequena rua oferece restaurantes com comidas típicas portuguesas. (Há um McDonald’s… mas… que tal uma comida típica?) Muitos turistas não percebem o local.

Pode ser uma boa ideia você almoçar na área e depois comer uns pastéis de Belém da casa especializada. 😉

Pitoresca rua de restaurantes em Belém.
Pitoresca rua de restaurantes em Belém.
Pitoresca rua de restaurantes em Belém.

Museu Nacional dos Coches

[Seta rosa escuro]

Criado por iniciativa da Rainha D. Amélia de Orleãns e Bragança, mulher do rei D. Carlos I, o museu foi inaugurado em 1905. Destacam-se as viaturas de gala da Casa Real Portuguesa, os arreios e acessórios de cavalaria, os instrumentos musicais da Charamela Real, os fardamentos, armas e instrumentos simbólicos do pessoal da Casa Real.

  • 10:00 às 18:00, de terça-feira a domingo.
  • Fechado em 1º de janeiro, 1º de maio, Domingo de Páscoa e 25 de dezembro.
  • 5€
    • 50% de desconto para turistas com mais de 65 anos.
    • Desconto de 50% para jovens de 15 a 18 anos, se acompanhados pelos pais.
    • Crianças até 14 anos não pagam.
    • Entrada livre até às 14:00 de domingos e feriados.
Museu dos Coches.
Museu dos Coches.

Gostou?

Adorei, Glauco! Viagem já a ser programada! Belém parece ser tudo de bom!

Ótimo. Agora, para terminar, um alerta: preços e horários podem ser alterados a qualquer momento.

Bons passeios!

NOTA:
Procura hotéis em PORTUGAL? Aproveite a parceria deste blog com a Booking. Vantagens costumam aparecer nas reservas. Siga aqui para conferir. (Esse é um link afiliado. Há uma pequena comissão ao blog, e isso ajuda a cobrir altos custos com servidor de qualidade, segurança, tratamento de imagens, etc. É assim que eu NÃO coloco aqui aquelas publicidades irritantes que atrapalham o conteúdo dos artigos. Por uma internet mais limpa! Eu agradeço.)

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

22 comentários a “Roteiro em Belém, Lisboa: visite 8 pontos turísticos”

[…] Outros pontos turísticos populares estão na área. Você pode ir de um a outro a pé. Por exemplo, o Museu Nacional dos Coches, o Mosteiro dos Jerónimos, o monumento Padrão dos Descobrimentos, a casa Pastéis de Belém. Além disso, há ali, para apreciar, o famoso Rio Tejo — a Torre, afinal, fica à beira do rio. Já publiquei aqui um roteiro para explorar essa área. […]

boa ! mas acrescente aí que também de pode visitar o estádio mais bonito do mundo, o do clube de futebol “os Belenenses”! conhece? então visite-o que vai gostar.
A Sala de troféus Manoel Bullosa está aberta ao publico de 2ª a 6ª das 14 às 18h…e a entrada é gratuita !

Bom dia!
Excelentes dicas. Obrigado por esse trabalho!
Qual o período menos tumultuado pra visitar Portugal e Espanha dentro do outono ou da primavera.
Gostaríamos de ficar 30 dias numa dessas estações, mas queremos fazer uma viagem mais em conta, mais
barata e menos tumultuada. Eu e minha esposa somos aposentados, portanto gostaríamos de fazer esse passeio
fora do inverso e fora do verão, mas num período de menor procura pelos turistas.
Muito obrigado!

Estamos em Portugal, agora mês de outubro. Gostamos muito de ficar na Serra. Lugar calmo, bonito, da pra fazer trilhas, bom pra descanso. Somos um casal de meia idade tbm, e achamos a Serra um lugar lindíssimo. Os restaurantes servem comida boa e barata.

Rogério, você exclui inverno, que eu já ia sugerir como período mais calmo para esses dois países. Então… prefiro sugerir o outono. A primavera traz mais turistas, e tome cuidado especialmente com a época da Páscoa, sempre muito cheia.

Estivemos em Portugal pela primeira vez em 2007 e agora 10 anos depois entre os dia 25/12/2016 a 06/01/2017.
Portugal que atualmente recebe anualmente em torno 17.000.000 de turistas avançou muito em todos os aspectos e sua população tem perfeita noção da importância em receber bem os turistas.
Lisboa é um encanto arrebatador, Praça do Comércio, Rua Augusta,Praça do Rossio, Av. da Liberdade, Alfama, Chiado, Mosteiro dos Jerónimos, Torre de Belém … e claro os pastéis de Belém como diz minha esposa é um presente dos deuses.
Óbidos, Coimbra, Porto… meu Deus Portugal é demais e o mais importante com segurança absoluta.
Glauco agradeço a ti, pois teu blog foi minha fonte de pesquisa antes da viagem e me ajudou muito. Abraço

Estou para ir conhecer Portugal assim, que meu passaporte brasileiro chegar… O blog meu deu uma ajudinha literária.

Que depoimento emocionante, Luís!
É sempre uma imensa satisfação ver alguém tão feliz assim com o turismo em Portugal. Eu, como luso-brasileiro, fico ainda mais emocionado quando há reconhecimento do “MEU PORTUGAL”.

Eu e meu marido ficaremos em Lisboa do dia 13 até o dia 18/8, depois alugamos um carro e vamos para Fátima,Coimbra e Porto. Preciso contratar uma empresa de turismo para conhecer Lisboa?Ficaremos hospedados no Hotel Fenix Garden. Muito obrigada… e adorei suas dicas

Dá para explorar Lisboa muito bem sem auxílio. Depende de quão desbravadora a pessoa é. Claro que um guia sempre deve ajudar, e aqui no blog, para Lisboa, eu costumo recomendar o Sr. Helder Lopes (há um artigo sobre ele).

Perfeito guia para a minha viagem. A torre e o mosteiro e os pasteis sao especialmente interessantes.

Surpreendente, venho aqui, e me sinto viajando à todos esses lugares.Hoje, essa viagem em pensamento ajudou-me aliviar o coração oprimido. Abração

Puxa! Que bom que essa viagem virtual ajudou a aliviar seu coração! Espero que esteja bem melhor. Meus cumprimentos.

Responder a Marília Mendes Cancelar resposta