Categories
Turismo

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Fazer turismo em Lisboa sem visitar uma CASA DE FADO é heresia forte o bastante para o Papa condenar o turista a uma eternidade no inferno.

OK, foi exagero citar a condenação ao inferno. Mas falamos, afinal, de fado, que é essencialmente dramático — e acabei por assumir o tom dramático no texto.

Fado é uma arte de expressar um estado de alma melancólico ou alegre por meio de canções que tocam fundo a nossa alma. Fado é vida, porque exprime a própria vida em suas letras. Devido a sua importância cultural, foi promovido a Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Lisboa é a capital desse movimento cultural. Por isso, todo turista consciente procura uma casa de fado na cidade. Quando vim a Portugal a turismo pela primeira vez, essa foi uma de minhas primeiras preocupações. Hoje, tenho o privilégio de morar no país, por isso consigo um contato mais frequente com essa arte. Moro no Algarve (sul do país), mas vou a Lisboa várias vezes por ano.

É óbvio supor que Lisboa está cheia de boas casas de fado. Diante de tantas opções, os turistas ficam confusos. Eu já tenho a felicidade de conhecer várias, por isso sinto-me à vontade para opinar com segurança.

Usualmente, um show de fado é acompanhado por um jantar. Saborear uma refeição ao ritmo do fado cantado ao vivo é uma emoção para nenhum turista esquecer. Como, então, descobrir uma casa que ofereça bom show e boa gastronomia?

Eu tenho uma dica especial: a Casa de Fado A Severa.

Casa de fado em Lisboa: A Severa
O nome “A Severa” inspira-se em uma cantadeira cigana que foi a mais célebre intérprete do fado no século XIX.

 

Casa de fado em Lisboa

A Severa

Todo ano eu recebo familiares e amigos em Portugal. É claro que eles sempre querem conhecer uma casa de fado. Quando a data da viagem deles é marcada, uma das primeiras coisas que eu faço é entrar em contato com a A Severa para reservar uma mesa. Como bom anfitrião, preciso oferecer o que há de melhor.

As vantagens já começam na localização: a casa está no Bairro Alto, um dos bairros mais típicos de Lisboa. Ao chegar lá, alguns turistas brasileiros se assustam com a fachada “simples” do local, em uma rua estreita, histórica. No Brasil, não seria um cenário convidativo, mas lá a realidade é outra. Aqui, com construções históricas preservadas, geralmente não há o “luxo” esperado por brasileiros na parte externa.

Cruze a porta de entrada e você é brindado com um ambiente bonito e muito acolhedor. Já é possível sentir que sua noite será especial.

Casa de fado em Lisboa: A Severa
À entrada, peças típicas do fado e algumas fotos dos excelentes artistas da casa.

O visitante pisa em solo de muita tradição. A casa, fundada em 1955 pelo casal Júlio de Barros Evangelista e Maria José de Barros Evangelista (há uma foto deles lá), é a casa de fado mais antiga de Lisboa que permanece na mesma família. Já são três gerações a administrar o local. Com zelo familiar, conquistou status de um dos ícones de Lisboa. Uau! Você não pode mesmo perder isso!

Casa de fado em Lisboa: A Severa
Neste dia, cheguei bem antes, por isso peguei a casa quase vazia. Foi bom para fotografar. Note as artes em azulejos, tão típicas em Lisboa. São um encanto extra na casa.

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Entre, acomode-se e comece a noite com um bom vinho. Vinho PORTUGUÊS, é claro! 😉 (Ou sofrerá outra condenação do Papa!) A casa oferece uma boa carta de bebidas.

Em seguida, escolha o seu prato. A cozinha da casa é fantástica. Quer saborear bacalhau? O bacalhau servido ali é um dos melhores não apenas de Lisboa, mas de Portugal inteiro. Essa, então, é a sua grande oportunidade.

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Enfim, chega o momento mais esperado da noite: o show. Entram em cena os fadistas da casa. São artistas de alto nível, a cantarem bem ali, juntinho a sua mesa. Emocionante!

No final do show, eles oferecem CDs com gravações próprias. Não deixe de comprar. São ótimas lembranças de uma noite que nunca mais sairá de sua memória. Será uma maneira de ter os artistas consigo em sua casa, para ouvir sempre que quiser.

Casa de fado em Lisboa: A Severa
Espera-se atenção ao show, o tempo todo. Deixe para conversar entre as músicas e durante o intervalo.

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa
Não se iluda com essas mesas vazias. O show alcança a madrugada. Nessa parte, alguns turistas precisam ir embora. A casa lota todos os dias.

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa

Casa de fado em Lisboa: A Severa
No meio e à direita, um casal que dava um espetáculo na casa. Incrível! Uma pena estarem reformados (aposentados). Esta foto é de 2008.
Casa de fado em Lisboa: A Severa
No final do espetáculo, os artistas cantam a música-tema da casa, “A Severa”.

 

Informações úteis

A casa abre todas as noites, exceto às quartas-feiras.

O show começa às 21h e avança até as 2h da madrugada, com intervalo. A cozinha fecha às 23h. A partir disso, eles servem apenas bebidas.

Não apareça lá de última hora. Como eu já disse, a casa lota todas as noites. É essencial reservar mesa. Entre em contato pelo e-mail

info@asevera.com

ou pelos telefones

+351 213 428 314 || +351 213 461 204

Endereço:

Rua das Gáveas, 51 a 61

(taxistas conhecem a casa, por isso já sabem chegar ali)

Para localizar a A Severa direto no Google Mapas, clique aqui.

Boa música… e bom apetite! Com um vinho português! 😉

NOTA:
Procura hotéis em PORTUGAL? Aproveite a parceria deste blog com a Booking. Vantagens costumam aparecer nas reservas. Siga aqui para conferir. (Esse é um link afiliado. Há uma pequena comissão ao blog, e isso ajuda a cobrir altos custos com servidor de qualidade, segurança, tratamento de imagens, etc. É assim que eu NÃO coloco aqui aquelas publicidades irritantes que atrapalham o conteúdo dos artigos. Por uma internet mais limpa! Eu agradeço.)

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

17 replies on “Casa de fado em Lisboa: A Severa”

gOSTARIA DE SABER SE CHEGANDO A NOITE DE SEXTA É DIFICIL LÁ TER INGRESSO 4 PESSOAS, PODE SER DOMINGO…é MAIS FÁCIL?
pREÇO MÉDIO. gOSTARIA DE TER IDEIA, QTO SE PAGA
aGRADEÇO
m.iSABEL

Oi, Isabel.
Não deixe para a última hora. Entre em contacto com eles ANTES para a reserva. A casa é muito procurada. Só assim você garante mesa.
Quanto a preços, depende de seu consumo lá. Assistimos ao show durante jantar. Só posso adiantar que os preços não são dos mais populares em Lisboa.
Boa sorte e bons passeios!

Comemorei dois aniversários nesta Casa de Fados. Fui com amigos. Fui com minha família.
Magnífico! A melhor de Portugal. Conheço outras. Esta é a mais indicada.
Dificilmente alguém sairá desta Casa de Fado a desejar. O bacalhau é farto, imenso! Delícia pura!
Amo esse lugar! Recorrendo com convicçào.

Linda materia glauco!
Estivemos na Casa de Fado Severa em 2011 e meu filho, na época com 6 anos, encantou-se com as músicas de fado. Ainda canta Severa… e “Ai que saudades do velho fado e do bacalhau assado…”imitando o sotaque de Natalino de Jesus.
Nosso carinho por Portugal é grande, que meu marido escreveu o livro “Canoas, Ventos e Mares”, baseado nas décimas do cancioneiro-ibero português, lançado a pouco pela UNISUL /SC e estará incluindo algumas letras de fado de própria autoria, no seu próximo livro de romance a ser publicado…
Parabéns pelo trabalhos.

Bom saber! E gostei do humor. Quem não visita uma vai para o inferno, ahahah Muito bom. Então eu não vou para o inferno pois vou visitar essa casa de fado, com certeza ora pois!

Muito muito bom saber isso. Eu vinha pensando nisso para a minha viagem em outubro, eu vou reservar lá. Ótima dica.

Deixe um comentário