Categories
Turismo

Visita ao Casino Monte-Carlo, em Mônaco. Money, money!

A visita ao Casino Monte-Carlo faz parte do roteiro básico de Mônaco. Está na lista até dos turistas que não pretendem fazer apostas. Afinal, quem não fica curioso para visitar o casino mais famoso e influente do mundo? (Leitores brasileiros: é com um s mesmo – “casino”. Os portugueses já usam um s por padrão.)

Eu estive lá e fiquei impressionado, em vários aspectos – do luxo ao dinheiro que se perde ali. Neste artigo, partilho um pouco de minhas experiências. Como é a visita? Como ir vestido? É possível conhecer o local sem gastar nada? Podemos comer lá dentro? É esse casino que está ligado à criação de James Bond?

Estou empolgado, Glauco! Mostre logo tudo isso! Quero gastar uns euros ali!

Uau!

Então OK. Pegue suas fichas, programe suas apostas e venha comigo.

 

Casino Monte-Carlo

A área em frente

A área ao redor do casino, em um ponto nobre de Mônaco (e algum ponto lá por acaso não é nobre?), é um cartão postal para muitas fotos.

Esta construção é o Hotel de Paris, um dos hotéis mais luxuosos de Mônaco.
À direita, o tradicional Café de Paris. Mas não gostei daqui. O ponto, no entanto, é lindo.
Café de Paris.

E onde está o próprio casino, Glauco?

Calma. Veremos em detalhes.

 

A fachada

O casino funciona em um prédio palaciano. A fachada é linda, fantástica. Com algo mais que chama a atenção de todo mundo: os supercarros de luxo estacionados em frente. Vemos Ferrari, Bentley, Porsche, Jaguar e outros de nível astronômico.

Uau! Eu adorei, Glauco! Mostre logo lá dentro!

Não esqueceu um detalhe antes de entrar no casino?

Eu já escrevi, aqui no blog, sobre casinos em Portugal. Uma das dúvidas que mais recebo é: “Como ir vestido?”. Vamos esclarecer isso.

 

Trajes

Portugal tem alguns dos melhores casinos do mundo. Aliás, o Casino Estoril é o maior da Europa. Nos casinos portugueses, não há exigências de trajes, apesar de serem ambientes sofisticados.

Aí está uma grande diferença em relação ao Casino Monte-Carlo. Você deve ir bem vestido. É a etiqueta local. Aliás, é MÔNACO, terra do luxo.

O casino é dividido em salões. Bem vestido, você entra nos primeiros salões. Mas, no fundo, há salões privados com exigência de traje de gala. Se você não estiver vestido de acordo, será barrado.

 

Enfim, entremos no casino

Venha comigo.

O ambiente que descobrimos no interior deixa-nos de queixo caído. A arquitetura e a decoração já valem a visita.

Nas próximas fotos, vemos a grande área que fica antes dos salões de apostas. É possível entrar até aqui sem pagar nada. Observe, admire, fotografe.

Essa é a única área onde você pode usar câmeras. Como em todos os casinos, não é permitido filmar nem fotografar nas áreas de apostas. Não tente usar sua câmera ou smartphone secretamente. O ambiente é MUITO vigiado, lotado de câmeras. Você terá problemas se fizer isso.

 

Quanto custa entrar no casino

Até a área mostrada nas fotos acima, você chega sem gastar nada. Eu já disse isso. Para entrar nos salões de jogos, paga-se 10€ por pessoa.

Mas isso é absurdo, Glauco! A pessoa vai lá para gastar em apostas e ainda por cima paga para entrar?

De certa maneira, o Casino Monte-Carlo tem razão ao cobrar a entrada. O objetivo é inibir o excesso de turistas curiosos que vão lá apenas para observar. E, enquanto observam, eles tendem a falar muito. Se o acesso aos salões de apostas fosse gratuito, os jogadores seriam perturbados por vários grupos de pessoas. Esses jogadores – que gastam rios de dinheiro ali – exigem concentração.

 

A área de apostas

Os salões, muito amplos, ostentam a mesma decoração luxuosa, em estilo palaciano. Por alguns momentos, chegamos a esquecer as apostas que correm diante de nossos olhos. Ficamos distraídos com a extrema beleza do ambiente.

Há diversos tipos de jogos. Nas máquinas, você pode fazer pequenas apostas. Nas mesas, os valores costumam ser altos. Eu vi pessoas perderem milhares de euros em poucos minutos. Impressionante.

Eu… preparado para fazer uma “aposta monstruosa” com 1 euro. Ah, brincadeira! 😉 Não gosto de desperdiçar dinheiro em casinos. A moedinha foi apenas simbólica, para representar minha visita.

 

É possível visitar sem gastar nada mais

OK, você está bem arrumado, talvez até em traje de gala, e paga os 10€ para entrar.

Isso mesmo. Mas e então? É possível ficar apenas nisso, observando o ambiente e as grandes apostas?

Sim. Fique à vontade.

Você não é obrigado a apostar nada. Pode, simplesmente, ir embora.

 

Comer e beber no casino

O casino possui bares e restaurantes na área dos salões de apostas. Que tal jantar ali?

Não experimentei a comida, por isso não posso opinar sobre a qualidade. A fama, pelo menos, é boa. E aredito que seja mesmo de qualidade, devido ao público que frequenta ali.

Mas um prato ali dentro deve custar um milhão de vezes mais que em um restaurante qualquer de Mônaco!

Não foi isso que observei. Eu vi uma carta de refeições. Os preços estavam equivalentes aos preços médios dos outros restaurantes.

 

Bond. James Bond

Talvez você tenha ouvido uma história sobre a influência de um casino quando Ian Fleming criou o agente secreto 007. Isso é verdade, mas o casino não foi esse em Mônaco. A raiz da história está no Casino Estoril, aqui em Portugal. Eu já escrevi sobre isso aqui no blog.

Aliás, leia depois um artigo com dicas dos principais casinos de Portugal.

 

Horários de funcionamento

O Casino Monte-Carlo abre todos os dias, das 14h às 4h.

 

Localização

Facilite a sua vida. Localize agora o casino direto no Google Mapas.

 

Bom passeio! E… talvez… boas apostas!

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

1 comentário a “Visita ao Casino Monte-Carlo, em Mônaco. Money, money!”

Deixe um comentário