Categories
Turismo

Dica de taxista em Paris

Em um post sobre as complicações de uma viagem a Paris em julho, citei os problemas com o transporte via táxi. Em minha viagem mais recente, usei táxi todos os dias, e foi sempre difícil conseguir um. A estrutura precisa aumentar com urgência.

Comentei, também, que é estranho a cidade campeã mundial em turismo permitir que quase nenhum taxista se comunique em inglês. A maioria dos taxistas vem da África e se limita a aprender francês. Passei por situações complicadas. Algumas vezes, fui salvo pelo aplicativo Google Translate em meu smartphone.

Outro problema: eu mostrava endereços ou nomes de lugares aos taxistas, mas várias vezes eles balançavam negativamente a cabeça. Muito estranho. Taxistas costumam conhecer tudo. Os de Lisboa, por exemplo, logo entendem aonde devem ir.

Um outro problema: acostumado com a simpatia da maioria dos taxistas de Portugal (Lisboa, principalmente), eu estranhei a “cara fechada” de muitos taxistas em Paris.

Tudo isso… até eu encontrar o SERGE (a pronúncia é “sérrj”). Originário de Togo, na África, ele esbanja simpatia. Ri fácil, fácil. Brinquei muito com ele. Sempre sabe aonde deve ir. E o melhor: ELE ENTENDE INGLÊS! OH MY GOD! Ele é uma raridade em Paris!

Anotei o telefone móvel dele e o chamei para outras corridas. Combinei, também, a condução até o Aeroporto de Beauvais, para pegar meu voo de volta para casa. Marquei horário, e ele foi pontual — encontrou-me no hotel.

No caminho até o aeroporto, decidi que Serge valeria um post aqui no blog. Ele deu permissão para divulgar uma foto (acima) e o celular/telemóvel.

Durante sua visita à fantástica Paris, aproveite o Serge. O telefone dele é

06 98 66 49 86

Se telefonar de fora da França, não use o 0 inicial.

O código da França é 33.

Fale em inglês ou francês. Ou no dialeto de Togo. 😉

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

6 comentários a “Dica de taxista em Paris”

Por favor Glauco, tem como entrar em contato via e-mail com este taxista simpático – Serje?
Gostaria de um orçamento.
Grata
Sílvia.

Olá, Sílvia.

Perguntei isso para ele no dia. Ele forneceu apenas o telefone.

Para gastar menos com o interurbano, sugiro que use Skype para telefonar. Com créditos Skype, a ligação custa menos.

Deixe um comentário