Categories
Curiosidades

O que é “necroturismo”? (Já estou com medo da resposta!)

AssustadoEu vi uma palavra que me deixou intrigado: “NECROTURISMO”. Mas… “necro” não se refere a morte? Como isso está ligado a turismo?! Oh, já estou com medo da resposta!

Você tem razão. Necro liga o assunto a morte. É realmente estranho, à primeira vista, falarmos disso quando a conversa é sobre turismo. Turismo é viagem de lazer, certo? Viagens devem ser animadas, encantadoras, inesquecíveis, educativas, enriquecedoras.

Necroturismo
Cemitério do Père-Lachaise

Acredite se quiser: o necroturismo ganha cada vez mais popularidade. Em vários países, milhões de turistas visitam cemitérios famosos. Visitas até em família, inclusive com crianças! É tanta a procura que está fácil encontrar visitas guiadas em grupos!

Por quêêêêêê, Glauco? São vampiros? Psicopatas? Macumbeiros?

Não! (Ou melhor: nem sempre…)

Alguns cemitérios atraem visitantes por terem certa aura cultural, devido à rica arquitetura que exibem, às obras de arte e, principalmente, às ilustres personalidades mundiais sepultadas ali.

Tradicionalmente, locais que unem História e um tom mórbido chamam a atenção. Isso faz parte da natureza humana. Pompéia e a Capela dos Ossos são dois exemplos disso. Pompéia é o local, na Itália, devastado pelo vulcão Vesúvio no ano 79. Nas ruínas da cidade, vemos corpos de várias vítimas, moldados pelas cinzas do vulcão. A sinistra Capela dos Ossos fica em Évora, Portugal. Ossos de mais de 5 mil monges “enfeitam” a construção. Esses dois lugares estão sempre cheios de turistas…

Necroturismo
Túmulo de Balzac no Cemitério do Père-Lachaise.

O interesse pelo necroturismo tem chamado a atenção também aqui em Portugal. Em Porto, o Cemitério do Prado do Repouso faz parte da Rota Européia de Cemitérios (!). Há até visitas guiadas com espaço para músicas ao vivo. Em Lisboa, destaca-se o Cemitério dos Prazeres. Os visitantes podem apreciar palestras e concertos de música sacra.

Necroturismo
Túmulo no Cemitério do Père-Lachaise.

A grande estrela do necroturismo mundial é o Cemitério do Père-Lachaise, em Paris. Além de ser o maior cemitério da cidade, é o cemitério mais visitado do mundo. Inúmeras personalidades ilustres estão sepultadas ali, como Honoré de Balzac, Édith Piaf, Jim Morrison, Oscar Wilde, etc. Turistas brasileiros que são espíritas encantam-se por encontrarem lá o túmulo de Allan Kardec.

Necroturismo
Crematório no Cemitério do Père-Lachaise.

Eu estive no Père-Lachaise durante as pesquisas para escrever o guia de viagem Allan Kardec em Paris. A visita rendeu um interessante artigo aqui no Viagem Fantástica. Na verdade, o artigo é uma visita virtual ao cemitério, com muitas fotos. Tem coragem de ver? Consegue controlar o frio na espinha? Então siga este link para começar a visita!

.

NOTAS:

  • Eu e o blog não temos nenhum vínculo religioso. O guia sobre Kardec surgiu para atender a interesses de vários leitores.
  • Não recomendo que crianças visitem cemitérios. Não sabemos o impacto emocional que elas podem sofrer. Além disso, cemitérios são ambientes naturalmente contaminados. Crianças têm sistema imunológico ainda em desenvolvimento.
  • Pessoas que estão a tratar-se de doenças graves, ou que estão a recuperar-se de uma doença, também não devem visitar um lugar desses. O sistema imunológico está debilitado.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

4 replies on “O que é “necroturismo”? (Já estou com medo da resposta!)”

Adorei seu site. Estou preparando viagem ao Egito para 2019 e suas dicas estao sendo bem uteis. Sou arquiteto e estudo sobre o Egito antigo. Quero sempre saber mais, e o Egito parece sempre surpreender com achados e pesquisas novos. Ainda nao sei se vou em um grupo Ou em dupla, mas o guia estará presente com certeza. Parabens pelos seus escritos!!

Deixe um comentário