Categories
Turismo Variedades

Famosa múmia do Museu Britânico: foi assassinato

Museu Britânico, em Londres, é o museu público mais antigo do mundo — e uma visita obrigatória durante o turismo na cidade. Fundado em 1753, retrata um período de 2 milhões de anos da cultura mundial.

Todo museu famoso possui exibições que são as principais “estrelas”. No Louvre, por exemplo, a Mona Lisa reina sorridente. No Museu Britânico, um dos principais alvos dos turistas é a Múmia Ginger, ou Homem de Gebelein, que você vê nas fotos abaixo (fotografei durante uma de minhas visitas). Foi encontrada no Egito em 1896.

Múmia Ginger, ou Homem de Gebelein, no Museu Britânico

Pesquisadores anunciaram novidades sobre a múmia, após exames médicos feitos em 3D. A causa da morte foi uma facada nas costas. Por não haver sinais de feridas de defesa, acredita-se que foi um ataque-surpresa. Mais: a múmia, de 5500 anos, era um musculoso rapaz de 18 a 24 anos.

Ao visitar o Museu Britânico, fique de olho: você poderá assistir a uma apresentação em 3D da autópsia virtual realizada.

Múmia Ginger, ou Homem de Gebelein, no Museu Britânico

 

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

4 comentários a “Famosa múmia do Museu Britânico: foi assassinato”

Tive o privilegio de conferir de perto esta espetacular peca do muaeu britanico. É impressionante como o material orgânico se perpetua desde 5500 anos atrás.

Deixe um comentário