Categories
Turismo

Furtos de malas no aeroporto de Brasília

Sua viagem aérea passa pelo Aeroporto JK, em Brasília? Cuidado: há vários casos de violação de bagagem e de furto de conteúdo nesse aeroporto.

Vista do aeroporto de Brasília.
Foto: vista do Aeroporto JK. Fonte: http://brasiliabsb.com — recomendo o site.

Passageiros relatam problemas com malas abertas e conteúdo desaparecido. Um senhor deu entrevista a uma TV local; reclamou que chegara dos Estados Unidos, estava com a bagagem violada e não tinha mais iPod, perfumes etc. Infelizmente, há outros testemunhos desse tipo. (Nem em aeroportos temos mais sossego, Brasil?!?!)

Um apresentador de TV, ontem, chegou a dizer: “O jeito é rezar para que não escolham a sua bagagem”. Rezar! Porque, pelo visto, não há nenhuma atitude séria a esse respeito. Não vi ninguém assumir responsabilidade. Aeroporto JK, o terceiro maior em movimento no Brasil…

Segundo um noticiário, a ANAC afirmou que não há regra que obrigue companhias aéreas ou aeroportos a verificarem bagagens após o desembarque. Sem controle, qualquer um pega a bagagem que quiser (isso acontece no Brasil inteiro, não apenas aqui em Brasília — e, infelizmente, também em outros países). Uma pessoa pode, inclusive, levar mala errada por engano (eu já vi isso acontecer algumas vezes).

Em que momento acontecem as violações no aeroporto de Brasília? Quando as malas estão nas esteiras ou — mais assustador — antes disso? Como acontece? Quem deveria fiscalizar? Como ficamos nós todos, viajantes? Pagamos caro pelas passagens e pelas taxas de embarque!

Como, mais uma vez, ficamos em abandono em termos de segurança no Brasil, uma boa ideia é usar aquele serviço de “embalagem de malas” oferecido na maioria dos aeroportos: uma máquina lacra a mala, envolvendo-a em várias camadas de plástico. Dificulta a violação. Gasta-se um pouco com isso, mas é atitude que pode evitar dor de cabeça horas depois.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

15 comentários a “Furtos de malas no aeroporto de Brasília”

Fiz uma viagem a Foz do Iguaçu, fiquei 20 dias no parana, fui ao paraguai fazer algumas compras, estava trazendo alguns presentes para familiares, cheguei em Porto Velho Ro quando abri minha mala descobri que tive a minha mala violada e furtaram objetos de valores que estava trazendo para familia. Fiquei decepcionada, arazada, não imaginava que pudesse acontecer isso nos dos aeroportos mais movimentados do pais. E ninguem se responsabilisa por isso. É lamentavel que não exista uma lei que te assegure de roubo num lugar onde voce devia sentir segurança, afinal voce paga pra isso e muito bem.

Estou estupefata de ouvir cada vez mais relatos de pessoas que
tiveram as malas furtadas, destruidas e ou saqueadas na volta das viagens internacionais. Dá até medo de viajar lá pra fora. Pôxa vida,
será que ninguém vê isso?

Fui roubada quando cheguei ao Aeroproto de Brasília vindo de Atlanta/USA em um vôo da DELTA.
No momento do desembarque fui informada de que as malas haviam ficado em Atlanta, mas que ao chegarem seriam entregues onde eu estaria hospedada.
Quando as malas chegaram estavam completamente estragadas, quebradas, rasgadas… Uma delas, que eu havia colocado um cadeado, estava sem o cadeado e com um lacre da DELTA. A mala que foi despachada com 32 Kg não estava pesando nem 15. Eu nem abri e levei ao Aeroporto.
Ao chegar lá, a funcionária da DELTA já me avisou de cara que “não faz parte da política da DELTA reparar as malas que são danificadas” e que se eu quisesse reclamar do que “eu estava dizendo” que estava na mala, eu deveria “provar” com notas fiscais o conteúdo e, mesmo assim, eu só seria ressarcida em US$400,00.
Já consultei um advogado e estou disposta a gastar com isto. Eles terão de arcar com tudo o que foi roubado, pois é isto que estabele o Código de Defesa do Consumidor e quanto ao “provar” o conteúdo da mala, cabe aqui um claro caso de inversão do ônus da prova – Eles é que terão que provar que eu não despachei o que foi roubado.

ai pessoal no aeroporto de guarulhos roubos em malas deve ser coisa corriqueira pois fim de ano fui a porto seguro pela cvc e por incrivel que pareça as duas malas minha e de minha esposa estavam violadas os cadeados sumiram com ziper e tudo não levarão nada por que não sou idiota de por algo de valor na mala fica ai a dica abraços.

Já aconteceu comigo de furtarem vários objetos de dentro da mala, e não teria ficado com tanta raiva se me tivessem furtado dinheiro em espécie, uma vez que o furto de muitos desses objetos são irreparáveis, além de toda incomodação do tempo perdido no processo de aquisição.

Sabe o que mais me indignou? Só fiquei sabendo que isso acontecia através de experiência própria. Mesmo eu que sou uma pessoa super previdente não imaginei que poderia acontecer isso – com tamanha frequencia!!! – nos ambientes aparentemente tão seguros dos aeroportos.
Indigna muito o fato das companhias aéreas não lhe alertarem. O que lhes custa passar o lacre de plástico (muitas vezes nem isso eles colocam!!!) ou ensacar as malas? Nem precisaria atrasar a fila do check-in, bastaria contratar um funcionário extra pra isso.

GLAUCO
Você tem toda a razão, mas se nós, consumidores, não nos impormos, quem, sairá, como sempre perdendo, somos nós. Leis tem aos montes, a população, que é desinformada, não fazendo as mesmas terem VALOR…

Abraço

Oi, amigo!
Vamos ver, se a nova lei que beneficiará passageiros de avião realmente dê resultados, e acabe com o desrespeito das empresas aéreas, que também, sirva p/ reestruturarem os serviços nos aeroportos, principalmente os de entregas das bagagens, sem que as mesmas apareçam violadas.
Consumidores façam valer seus direitos, procurem o posto do PROCON nos aeroportos.

Olá Glauco,

Uma amiga teve a mala dela violada nos EUA quando voltava para o Brasil. A mala veio estraçalhada e envolta com material dizendo que a mala tinha sido violada pela segurança do aeroporto. Também sumiram várias coisas da mala dela.

A mala dela estava pesando 5 kg a menos. Só que a companhia aérea não registrou o peso na hora do check-in e ela não tinha como provar. É malandragem em todo lugar, não é só no Brasil não. Acabamos de saber também que um amigo teve a mala roubada de um ônibus que faz o transporte do aeroporto de Berlin para o centro (ele esqueceu a mala e depois quando foi buscar tinha sumido).

E assim vai….

Abraço
Rodrigo

Oi, Rodrigo! 🙂

Eu mesmo nao vi os vídeos, pois não posso clicar nos anúncios, sob o risco de o Google achar que é “fraude” minha. 😉 Portanto, seu “relato” foi útil! ahah 😀

Quanto a problemas, acontecem mesmo em todo o planeta… Quando critico o Brasil, refiro-me a “escalas”, a “níveis” de problema. No Brasil, são MUITO mais frequentes e praticamente nunca vemos atitudes sérias para melhorar.

Ué! Por que “ia” fazer esse post segunda-feira?

Faça também! Será mais um post para chamar a atenção para um problema muito sério. Ainda mais em seu blog (melhoresdestinos.com.br), que é muito famoso, muito visitado!

🙂

Olá amigo!
Vi muito isso no aeroporto de Guarulhos saímos, e ninguém confere na saída, se estamos com nossas malas mesmo. Já aqui, no aeroporto de Recife, há conferência, assim que pegamos a mala da esteira.
Se paga caro por taxas e não se dá ao passageiro, uma digna segurança.
Isso é Brasiiiiiiiiiiiiiiiiil!!!
Abraço

Albani, que importante contribuição! Não sabia da conferência de bagagem no aeroporto de Recife. Que bom! Parabéns ao aeroporto daí!

Fica a dica de maior segurança aos leitores do blog.

Deixe um comentário