Categories
Turismo

Hotéis sem crianças

Você está de férias e quer (oh, coooomo você quer!) uma viagem relaxante. Escolhe um destino tranquilo.

Hotéis que não aceitam criançasNo vôo de ida, talvez um longo vôo, crianças em poltronas próximas não dão sossego quase nunca. Você está a ponto de explodir. Respira fundo, pensa que em algumas horas chegará ao destino e poderá aproveitar, bem relax, os benefícios do seu pacotão de férias. É um consolo. Ah, cabeça fresca nos próximos dias!

No hotel, um choque: crianças, pra lá e pra cá, gritam, choram, esperneiam, fazem birras. Que tal dormir um pouco? Crianças no quarto ao lado não deixam. Aproveitar a piscina do hotel? Ah, lá estão elas, pulando na água e gritando.

Calma. Há luz no fim do túnel.

Está em alta o modelo de hotel que não permite crianças. Isso mesmo: você pode hospedar-se em um hotel sem crianças.

A moda explodiu na Espanha e agora estende-se a diversos países, de olho em turistas adultos que desejam tranquilidade — pessoas sem filhos ou pessoas que, mesmo tendo filhos, e sendo bons pais, merecem, às vezes, momentos de descanso mental. Não esqueçamos os viajantes a trabalho, que também precisam de sossego.

Nunca viu um hotel desses? Acha difícil encontrar um? Você pode se surpreender. Faça uma busca na internet ou converse com seu agente de viagens. Fique de olho em hotéis que indicam “+16”. Alguns não proíbem crianças, mas também não incentivam — não oferecem nada específico para elas, o que deixa o hotel menos atraente para a família.

O assunto já foi matéria no portal brasileiro UOL. Em Portugal, uma reportagem na TV SIC mostrou que esse tipo de hotel começou a crescer no país.

Que tal?

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

6 replies on “Hotéis sem crianças”

Silêncio? “Take care about what you wish” – os mesmos professores que «precisam do silêncio nas férias» também precisam do ruído próprio da Vida no tempo de aulas. Em Portugal dezenas de milhares estão prestes a deixar de ter a oportunidade de lidar diariamente com crianças ou jovens que «gritam, choram, esperneiam, fazem birras»… porque simplesmente faltam crianças na sociedade e nas salas de aulas. Não há alternativa a uma sociedade inclusiva onde as crianças e as família tenham lugar, o melhor lugar.

Realmente, Luís. Belo raciocínio.

Mas às vezes as pessoas precisam de um “descanso” desses.

E,os professores que, o digam… por mais que tenha, os que trabalham por Amor, precisam, as vezes do silêncio, principalmente nas férias!Então, esses hotéis são super convidativos.
Interessante, gostei do post, amigo!
Tenha uma lindo final semana.
Albani

Deixe um comentário