Categories
Tecnologia

iBookstore brasileira vende mais e-books que Saraiva e Cultura juntas

O que acontece agora não surpreende ninguém. Diante da dormência e dos boicotes das grandes livrarias brasileiras com relação a e-books, a Apple entrou na dança e assumiu o controle. As grandes livrarias tomam uma rasteira merecida.

Hoje, o Blog do iPhone publica um post muito interessante: “iBookstore brasileira já vende mais livros digitais que os sites da Saraiva e Livraria Cultura somados”. Para ler o texto, clique aqui.

Grandes livrarias estão intimamente ligadas a grandes editoras. (Na verdade, a ação inicial dos boicotes parte das editoras, que temem, desesperadamente, a independência de autores na publicação digital.) Para o mercado de e-books efetivamente crescer no Brasil, falta, ainda, as grandes editoras passarem a ter visão de mercado e de futuro, interrompendo as sabotagens contra as edições eletrônicas. Um dos passos mais importantes é diminuir os preços dos e-books, ridiculamente caros.

No Brasil, muitos e-books são vendidos pelo mesmo preço da versão impressa, ou mais caros (!). Você, leitor-consumidor, não deve aceitar nem mesmo um pequeno desconto em relação à edição impressa. O valor da versão digital deve ser bem menor. Fique atento a isso. Da mesma forma que grandes editoras e livrarias querem boicotar esse mercado no Brasil, explorando leitores e fazendo-os de bobos, você pode — e deve — boicotar empresas que adotam essa política abusiva e ridícula. Você tem força para isso. Quem manda é o consumidor.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário