KLM: minhas impressões ao viajar por essa companhia aérea

 

A companhia aérea KLM ainda gera incertezas em boa parte dos turistas brasileiros (na Europa ela é muito conhecida). É comum ver pessoas interessadas em pesquisá-la, conhecê-la melhor, depois que um agente de viagens oferece voos por ela. Que companhia é essa, afinal? É boa ou ruim em quais aspectos?

Confesso que também tive essa dúvida em 2008, quando viajei por ela pela primeira vez. Minha agente de turismo, ao fechar meu pacote Egito & Grécia, ofereceu voos ida e volta pela KLM. Minha primeira reação foi um não. Ela insistiu e eu decidi dar um voto de confiança.

A KLM é holandesa. Suas cores típicas são azul e branco. Curiosamente, duas cores associadas a paz e tranquilidade — duas sensações que até hoje associo à companhia. (OK, já ficou claro que tenho uma boa opinião sobre ela.)

O voo inicial foi São Paulo—Amsterdã (eu ainda morava no Brasil em 2008). Não tenho medo de voar — pelo contrário, gosto muito. Mas a situação muda quando se trata de um voo que vai cruzar o planeta com destino final a um lugar exótico como o Norte da África. Seriam dois voos para chegar lá: depois de São Paulo, haveria a rota Amsterdã—Cairo. Haja horas de viagem!…

Voo ela KLM
Aeronave da KLM à nossa espera no aeroporto de São Paulo.

Ao desembarcar no Cairo, depois de toda essa “jornada”, eu entendi, enfim, por que minha agente de turismo havia insistido na KLM.

Do início ao fim de cada voo, fiquei satisfeito em todos os sentidos — algo raríssimo em termos de companhias aéreas. Foram quatro voos pela KLM, contando com a volta para casa. De Cairo a Atenas foi a única exceção: eu viajei pela companhia grega Aegean.

Voo pela KLM.
Início do voo São Paulo-Amsterdã.

Neste artigo, eu ia comentar em itens a KLM e atribuir notas de zero a cinco a cada um. Desnecessário: atribuo cinco (máximo) a tudo. Evidentemente, condições mudam o tempo todo, por isso não posso garantir qualidade. Uma empresa pode decair ou melhorar de um ano para outro. Aqui eu me limito às minhas experiências.

Fazer check-in em São Paulo foi rápido e com um atendimento cordial. (Em Amsterdã, testei check-in pelo terminal de autoatendimento. Foi rápido, intuitivo.) Já comecei a gostar do respeito…

Voo pela KLM.
Fila para check-in em Guarulhos: atendimento rápido e cordial.
Voo pela KLM.
E depois… com o BOARDING PASS… um sorrisão: EGITO!!! O GRANDE SONHO! 😉
Voo pela KLM.
O acesso a informações foi fácil, preciso e constante.

A aeronave era recente e estava em ótimas condições. (Aeronave gigantesca, a maior de todas as minhas viagens. Sinto muito, não me lembro do modelo exato.) Logo na entrada percebia-se a extrema cordialidade da tripulação. Cordialidade incomparável, constante em todos os voos. O tempo todo os comissários de bordo tinham um sorriso para nós. Um deles era até brincalhão, contribuindo para um clima bem mais ameno durante a longa viagem. Passageiro com dúvida ou precisando de algo? Bastava chamar e um comissário vinha com todo o prazer. (Depois, passeando em Amsterdã, descobri que isso é bem típico dos holandeses. São muito sorridentes, simpáticos — talvez reflexo do país fantástico em que vivem, Primeiríssimo Mundo.)

A comida — acredite se quiser — era boa. Muitos extras foram servidos antes e depois, com qualidade e fartura. De madrugada, até sorvete eles serviram.

O entretenimento também agradava. As telas tinham boa qualidade e o conteúdo era variado, com inúmeros e modernos filmes e séries de TV.

Os assentos eram confortáveis (e eu sou alto), mesmo para o padrão de uma classe turística.

Não sei se foi pura sorte ou se foi resultado da “fórmula” avião de qualidade + pilotos muito bem treinados, mas todos os voos foram extremamente tranquilos, zero de turbulência, o tempo todo como se eu estivesse na sala de minha casa. Em cada pouso, foi impressionante como uma aeronave daquele tamanho, lotada, atingiu com certa suavidade o chão.

Voo pela KLM.
Parte das informações de voo Amsterdã-Cairo.
Voo pela KLM.
Em sinal de respeito aos clientes, a KLM mostrou informações também em árabe. (Vale lembrar: o destino era Egito; havia muitos egípcios no voo.)

No Aeroporto Schiphol, em Amsterdã, eu caminhava até o setor de retirada de bagagem quando de repente cruzei com a tripulação do meu voo. Eu disse, em inglês: “Gostaria de falar com o comandante”. Eles se assustaram. Alguma reclamação? Mas em seguida o comandante juntou-se a eles. E eu: “Nunca tinha visto avião tão bom, tripulação tão cordial, serviço de bordo tão atencioso, voo tão tranquilo. Foi minha primeira vez pela KLM. A partir de hoje, em todos os voos internacionais, verei antes opção por essa companhia”. Eles abriram um sorriso deste tamanho, parece que orgulhosos como se a KLM fosse cria deles.

Com base em minhas experiências, sem dúvida nenhuma eu recomendo a companhia, mesmo para os mais longos e exóticos destinos.

√ Site da KLM: www.klm.nl (ou clique aqui para ir direto à versão em português).

~~~~~~~~~~~~~

Duas dicas:

[ 1 ] É evidente que, com toda essa qualidade, as tarifas da KLM, no geral, não são as mais “populares”. Mas fique de olho: muitas vezes a companhia faz promoções que igualam os preços aos das outras. Por exemplo, já vi preços, para a Europa, iguais aos da espanhola Iberia — e certamente eu escolheria a holandesa! Outras vezes, a diferença é pequena, então considere gastar um pouco mais para ter mais qualidade e tranquilidade.

[ 2 ] Independentemente do seu destino, é provável que seu voo passe antes em Amsterdã para uma conexão. Já que você está no país, por que não aproveitar ao menos um pouquinho? Nem que seja só um dia! Converse com o seu agente de turismo. Ele pode programar a sua conexão para outro dia. Eu fiz isso. A Holanda estava nas minhas prioridades de países para visitar, mas eu ia em outra oportunidade (o objetivo inicial, nessa viagem, era o roteiro Egito—Grécia, lembre-se). Por que marcar, no futuro, outra viagem para a Holanda, gastando mais dinheiro e  horas de voo? Fiquei no país durante dez dias — e, minha nossa, VALEU A PENA!

Em resumo, minha viagem foi assim:

  •  São Paulo — Amsterdã (voo 1 pela KLM)
    • Em vez de fazer direto a conexão para o Cairo, fiquei na Holanda por dez dias.
    • Recomendo isso. Além de descansar, você conhece um pouco da Holanda, um dos países mais bonitos e simpáticos que vi em toda a minha vida.
  • Amsterdã — Cairo (voo 2 pela KLM)
  • Cairo — Atenas [exceção; voo pela Aegean]
  • Atenas — Amsterdã (voo 3 pela KLM)
  • Amsterdã — São Paulo (voo 4 pela KLM)
Voo pela KLM.
Chegada. Em frente ao gigantesco Aeroporto SCHIPHOL, na incrível (incrível mesmo!) Amsterdã.

 

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

14 comentários a “KLM: minhas impressões ao viajar por essa companhia aérea”

Olá, aos que querem conhecer e voar pela KLM eis as minhas impressões.

1 – Se você não precisa cancelar a passagem com eles, eles são ótimos!
2 – Se você não vai poder viajar e quer cancelar a passagem e pedir o reembolso, prepare-se para os piores momentos da sua vida.

O processo de reembolso deles é o seguinte:

1 – Ligar pedindo o cancelamento
2 – Eles te enviam o formulário
3 – Você preenche de próprio punho digitaliza e envia por email pra eles
4 – Você é *obrigado* a confirmar o recebimento.
5 – Caso não confirme, seu reembolso não é processado.
6 – Uma vez confirmado, espere 30 dias para receber o reembolso.
7 – Mas espere… eles soomente reembolsam 1 passagem por vez. Se você tem 4 passagens como eu, eles fazem aleatóriamente. O que aumenta o tempo de recebimento do reembolso.
8 – Após os 30 dias, e você ainda pagando o cartão, eles NÃO REEMBOLSAM!!! Você tem que ligar novamente depois de 30 dias e ensiná-los como trabalhar.
9 – Após reclamar com o seu cartão e com a KLM, você vai descobrir que existem mais 15 dias de espera para obter o reembolso.

10 – Ou seja, 15 dias somente para o financeiro da KLM poder analisar um simples pedido de reembolso e calcular 200 dolares de multa por passagem.

11 – Mesmo após os 15 dias, aguardem muito paciente porque você vai ter pago os juros do cartão, conta e eles ainda vão te devolver um dinheiro com 200 dolares de multa.

Finalizando, eu NUNCA MAIS VOU COMPRAR UMA PASSAGEM SEQUER COM A KLM. Ainda mais agora que se juntou com a AIR FRANCE!!!!!

Reclamação na ouvidoria deles e na ouvidoria da Anac —> 301111mc1430

Nenhum órgão regulador da aviação defende o consumidor.

Att,

Borys Marcelo

oi,
tudo bem?
adorei seu site,eu tenho uma pequena duvida sobre o seviço de bordo.
eu estou indo viajar pra holanda mes que vem e queria saber se em bordo eles falam, somente o holandes e ingles ou se eles falam portugues tbem,com voo do brasil pra holanda.
bjs

Olá, Juliana!

Em meu voo, pelo menos, as comunicações eram em inglês com os passageiros não holandeses. Claro que, de tanto ter contacto com passageiros brasileiros e portugueses, talvez algum membro da tripulação entenda um pouco o português.

Caso tenha dificuldade com o inglês, não se preocupe muito. Acho que a tripulação — tão educada e atenciosa — fará de tudo para que você fique bem.

Olá Glauco, gostaria de compartilhar também minha impressão da KLM. Vim com a rota Genebra-Amsterdam-São Paulo, com conexão em Amsterdã. Tudo muito fácil e simples. Todos muito cordiais.

No voo Genebra-Amsterdam, já curti de cara o lanche que serviram, simples com uma peça doce e uma salgada de ótima qualidade. O pouso nem deu pra sentir, foi suave pra caramba e o piloto nem usou o reverso, usou o comprimento da pista e a velocidade do avião pra chegar na outra cabeceira, mais próxima do terminal de desembarque.

No voo Amsterdã-São Paulo, muita tecnologia a bordo à disposição de todos, como vc disse, filmes atuais, séries, um jogo para aprender o básico em várias línguas, rastreamento instantâneo do voo, etc. Serviram 3 refeições e mais alguns lanches e doces, mais o shopping a bordo. Um voo extremamente agradável. Na chegada em SP, mais um pouso que mal deu pra sentir.

Comparando com a Air France (a qual fui na viagem de ida), mostra que a KLM atualmente está um nível acima, apesar das 2 companhias hoje estarem juntas.

Abraço.

Oi, Ricardo!

Que bom o seu comentário! Enriqueceu muito o post!

Ainda acho a KLM a melhor companhia entre todas as que já experimentei.

Vivam os holandeses!

Oi, Glauco adorei td que vc relatou…

Gostaria tanto de conhecer o Egito…mas morro de medo de ir sozinha..
snife

Glauco

Meu agente acabou de oferecer esta cia e embora eu confie totalmente nele,estava com muito receio, agora vou bem mais tranquila.

Oi Glauco,

Minha esposa e eu fomos da Grécia para os EUA de KLM e minha esposa veio de São Paulo para Amsterdam. Nossa experiência nos dois casos foi muito boa. Na volta dos EUA viemos de Air France e tudo foi pior (ainda bom, mas perceptivelmente pior que a KLM), apesar de ser a mesma empresa.

Em Amsterdam, depois de 4 dias de parada para conhecer a cidade (como sugeres, hehe), minha esposa deveria voltar para Atenas também de KLM. Mas por causa do problema com as cinzas de vulcão que começou logo após a chegada dela, ela não voou. Neste caso o serviço deixou a desejar. Eles não forneciam informação nenhuma. Mesmo no site, as informações de cancelamento aconteciam muito depois da hora do vôo ter passado. Depois que os vôos foram retomados ela só poderia tomar um vôo depois de 4 dias ou 7 dias, mesmo tendo bilhetes a venda pelo site para vôo no dia seguinte. Ela acabou voltando pela Bélgica pois aproveitou para visitar o padrinho. Ela adquiriu a passagem com milhas e como não voou, tentamos recuperar as milhas e não permitem. Não permitiram nem mesmo mudar a origem-destino do vôo. Achei isso péssimo. (Fazendo um parênteses, está difícilimo conseguir datas para viagens com milhas nas mais diversas companhias aéreas. Um bom tema para uma publicação (tua ou do melhores destinos…).)

Abraço
Rodrigo

Oi, Rodrigo!

Acho ótimas as suas participações: você acrescenta experiências suas, o que enriquece as informações para os visitantes do TOTH.

Bom saber que viajaram pela KLM e também gostaram! Mas lamento pelos problemas relatados… Chato, né? Quanto a recuperar milhas, é difícil mesmo — em todas as companhias. Acho que nunca vi isso dar certo.

Sobre conseguir viagens com milhas: aqui no Brasil há reclamações contra a TAM. Muitas pessoas. Bom, só digo o que se fala por aí. Eu não tive problema (nunca) com milhas pela TAM; pelo contrário, sempre deu certinho.

E a Copa? Está torcendo pelo Brasil ou pela Grécia aí? 😉

Deixe um comentário