Categories
Turismo

Largo da Portagem: bom começo para seu turismo em Coimbra

O turismo em Coimbra (Portugal) é historicamente rico e oferece diversas possibilidades para você dar seus primeiros passos. Diante de tantas opções para começar as visitas, podemos ficar meio perdidos.

Isso mesmo, Glauco. Quando chego a uma cidade para turismo e estou sem guia, geralmente eu tenho dificuldade para definir o início da minha lista.

Uma das idéias mais interessantes é começar suas visitas pela parte baixa da cidade. O grande ponto ali é uma área central, muito charmosa, conhecida como…

…como…?

…como

.

Largo da Portagem

Você já deve ter visto imagens desse local. Em uma bela praça, em frente da Ponte de Santa Clara, sobre o Rio Mondego, está um famoso monumento que atrai turistas aos montes para fotos. É uma das imagens mais clássicas de Coimbra.

No alto do monumento, vemos uma estátua em homenagem a Joaquim António de Aguiar. Na parte inferior, há um pequeno jardim onde se lê “COIMBRA”. (Leitor brasileiro, não estranhe. Em Portugal, é mesmo “António”, com esse acento.)

Avenida em Coimbra
Na Avenida Emídio Navarro. À frente, depois dos prédios, chegarei ao Largo da Portagem. À minha direita nesta foto está o Hotel Ibis Coimbra Centro, sobre o qual já falei aqui no blog.

Placa com o nome "LARGO DA PORTAGEM".

Largo da Portagem, em Coimbra

Largo da Portagem, em Coimbra
Uma das imagens mais clássicas de Coimbra.

Largo da Portagem, em Coimbra

Gostei disso, Glauco! Mas… por que esse nome estranho? Largo da Portagem?

Primeiro: se você é um leitor brasileiro, deve estar em dúvida quanto à palavra “portagem”. Isso é o equivalente a um pedágio no Brasil. Antigamente, no local dessa praça, cobravam-se impostos sobre as mercadorias que chegavam à cidade, ou que a cruzavam rumo ao norte.

.

Em frente!

Primeiro, sinta as energias do Rio Mondego. Então, aprecie o monumento na praça e os lindos prédios históricos ao redor. Ali está, por exemplo, o prédio do Banco de Portugal, famoso por uma arquitetura que nos deixa de queixo caído.

É gostoso seguir meio sem rumo pelas ruelas da região. Caminhando entre dois mil anos de História, descobrimos lojas, bares, restaurantes. Para restaurantes, aliás, lembro de recomendar o Solar do Bacalhau e a Pizzaria Il Tartufo.

Arredores do Largo da Portagem
Observe, à direita, a construção em tom de salmão. E a subida ao lado dela. Citarei isso daqui a pouco.

Arredores do Largo da Portagem Arredores do Largo da Portagem

Arredores do Largo da Portagem
O belíssimo edifício do Banco de Portugal.

Quanta beleza, Glauco! Com muita História! E agora eu tenho enorme curiosidade sobre aquela parte em tom salmão e a subida que você apontou na legenda da foto ali em cima. Eu ainda tenho que esperar muito para saber?

Não. Pode ser agora.

Você terá sorte se estiver com disposição para caminhar… inclusive em uma longa subida. Seus passeios ganharão um ar muito mais emocionante.

Veja de perto o que eu apontei naquela legenda:

Caminho até a Universidade de Coimbra e a outros monumentos

A placa aponta “MONUMENTOS” e “UNIVERSIDADE”.

Lembre-se: estamos na Baixa de Coimbra. E aí está um caminho — uma longa subida — para você chegar à Universidade de Coimbra (1,5km), tão popular entre turistas, e a outros pontos interessantes.

A caminhada exige fôlego, mas certamente compensa. É uma viagem no tempo. Prepare-se para tirar muitas fotos no caminho. Eu gosto de apreciar o Rio Mondego a partir de lá. Aliás, saiba que ele é o maior rio com curso exclusivamente em território português (258km).

Subindo a partir do Largo da Portagem
Esta foto e a próxima: cenas da subida. Que tal a viagem no tempo?
Subindo a partir do Largo da Portagem
Aí está o Rio Mondego!

.

À noite

Visitar à noite a região do Largo da Portagem também é uma boa idéia. Rende fotos belíssimas.

Aproveite para jantar por ali mesmo.

Área do Largo da Portagem à noite Área do Largo da Portagem à noite

Largo da Portagem à noite
Uma cena muito interessante: a sombra de Joaquim António de Aguiar projeta-se sobre o prédio.

Área do Largo da Portagem à noite Área do Largo da Portagem à noite Área do Largo da Portagem à noite Área do Largo da Portagem à noite

Gostou? Vai passear na região?

Glauco, eu adorei tudo! Está anotada a dica para a minha viagem. Mas diga-me uma coisa. Você tem mesmo coragem de terminar este artigo seeeem me falar quem foi Joaquim António de Aguiar? Por que ele mereceu uma estátua em uma parte tão importante de Coimbra?

Vamos esclarecer isso já.

.

Joaquim António de Aguiar

Político ligado à Maçonaria, ele nasceu em 1792 e morreu em 1884. A carreira foi extensa, por isso não convém escrever tudo em um artigo sobre turismo.

Importa mais saber, agora, que ele assumiu várias pastas ministeriais. Como ministro dos Negócios Eclesiásticos e da Justiça, promulgou, em 1834, um decreto-lei que extinguiu as Ordens Religiosas em Portugal. Declarava extintos “todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e quaisquer outras casas das ordens religiosas regulares”. Os bens ligados a essas instituições religiosas (sempre muitos os bens…) foram secularizados e incorporados pela Fazenda Nacional. Por assumir um forte tom antieclesiástico, a lei rendeu a Aguiar a alcunha (ou apelido, como se diz no Brasil) “O Mata-Frades“.

E aí está uma curiosidade naquela estátua. Aguiar está a assinar justamente o documento que extinguiu as tais Ordens Religiosas.

Estátua de Joaquim António de Aguiar Estátua de Joaquim António de Aguiar Estátua de Joaquim António de Aguiar

.

Mais fotos!

Por que contentar-se com pouco?

Você pode ver mais fotos que eu tirei na área. Acesse meu álbum no Google Fotos.

.

No mapa

Para facilitar a sua vida, encontre agora o Largo da Portagem directo no Google Mapas. Aproveite para explorar toda a região no mapa. Faça as suas descobertas!

Bons passeios em Coimbra! 😉

NOTA:
Procura hotéis em PORTUGAL? Aproveite a parceria deste blog com a Booking. Vantagens costumam aparecer nas reservas. Siga aqui para conferir. (Esse é um link afiliado. Há uma pequena comissão ao blog, e isso ajuda a cobrir altos custos com servidor de qualidade, segurança, tratamento de imagens, etc. É assim que eu NÃO coloco aqui aquelas publicidades irritantes que atrapalham o conteúdo dos artigos. Por uma internet mais limpa! Eu agradeço.)

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário