Categories
Turismo

Le Café Marly: dica de restaurante no Museu do Louvre, em Paris

Museu do Louvre, em Paris, possui lanchonetes no interior. Estão sempre lotadas. E se, durante a visita, você quiser um restaurante, uma refeição melhor?

Muitos turistas não percebem o Le Café Marly, na área externa do museu, perto da famosa pirâmide de vidro. Diante da pirâmide, olhando para a entrada do museu, vire-se para a esquerda. Em um corredor, discreto a partir desse ponto de vista, está o Le Café Marly.

Não é raro notar celebridades no restaurante. Em uma de minhas visitas, vi a atriz Brooke Shields, que estava a gravar uma entrevista para um documentário de TV.

A área externa do Le Café Marly, no corredor, é mais adequada a quem deseja algo rápido, como um café. No verão, dependendo do horário, não é uma escolha adequada, pois o sol bate direto ali.

Atravesse o corredor — conduzido por uma gentil funcionária — e você chegará à parte interna. O restaurante mantém detalhes originais do palácio, com uma decoração sofisticada.

Apesar de fazer parte do Louvre, o Le Café Marly funciona de maneira independente — mesmo quando o museu está fechado. Por exemplo, eu estive lá para jantar em uma segunda-feira, dia em que o Louvre fecha às 6h da tarde. O restaurante continuava em atividade normalmente. Uma funcionária me disse que eles costumam ficar abertos até 1h da madrugada, aproximadamente.

A comida é de primeira, o atendimento é cordial e o restaurante fica em um local extremamente privilegiado em Paris. Isso tem um preço: os valores ali não são populares (veja abaixo). Se você estiver disposto a gastar mais, valerá muito a pena.

.

Visão privilegiada de uma das janelas. Esta era a visão a partir de minha mesa.

.

Outra visão muito privilegiada: parte interna do Louvre.

.

.

Um chope/imperial custava 7€. Um café, 4€. A comida valia o preço.

Quer fazer uma reserva? O telefone do restaurante é +33(0)1 49 26 06 60.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário