Categories
Turismo

Mercado de tinturaria em Marrakech: a famosa visita tem um lado triste

O turismo em Marrakech, Marrocos, deve incluir visitas aos tradicionais mercados. Fazem parte da rica cultura local. Entre eles, o Jemaa el-Fna é o maior e o mais procurado.

Um dos mercados mais interessantes para conhecer é o mercado de tintureiros, lá chamado também de Souk des Teinturiers. Vemos de perto as famosas técnicas marroquinas para tingir tecidos exclusivamente por meios naturais. É lindo observar… mas há um lado triste nessa história.

Triste? Por que diz isso, Glauco?

Você logo vai entender.

Pegue a minha mão e acompanhe a visita comigo.

Mercado de tintureiros em Marrakech

A imensidão dos mercados de Marrakech complica muito a visita sem a companhia de um guia de turismo — principalmente no Jemaa el-Fna. Com um guia, o turista não se perde lá dentro, e pode ir direto aos pontos de maior interesse.

Graças a meu excelente guia Zaky, pude conhecer com calma o mercado de tintureiros. Eu andava na área quando de repente vi esta estreita passagem:

Mercado de tinturaria em Marrakech

Os fios de tecido, tingidos em cores vivas, ressaltavam onde eu estava.

Lá no fundo, profissionais de uma rústica tinturaria trabalhavam em quilos e mais quilos de lãs e de sedas. Simpáticos, mostraram para nós o processo. O mais incrível ali era tudo ser exclusivamente natural e manual. Não havia máquinas nem químicos. Por instantes, pensamos que voltamos ao passado. É delirante, emocionante — ao menos para um apaixonado por História, como eu.

Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech

Mas Glauco… se é tudo natural, como eles tingem as peças?

As tintas vêm da natureza. São extraídas de conchas do mar, de rochas, de algas. Mostre curiosidade sobre isso e logo um funcionário explica o processo com muito prazer.

O turista mais curioso avança uns passos dentro da área de tintura. Até ali, qualquer um tem acesso tranquilo, inclusive para fotografar.

Mercado de tinturaria em Marrakech. Um funcionário explica o processo de tingimento.
Um funcionário mostra as tintas naturais. Aqui, na verdade, pó ainda, a ser misturado em água.

Não percebi uma coisa ainda, Glauco. Estou achando tudo interessante. Por que você disse, no início do artigo, que há um lado triste nisso?

O lado triste você descobre logo ao observar os trabalhadores nessa área da tintura. Em princípio, é bonito. São pessoas que mantêm uma tradição natural, sem se renderem aos delírios do século 21. Mas as condições em que elas trabalham são desesperadoras. Desumanas, podemos dizer. Nosso encantamento ou admiração acabam cedendo espaço a piedade.

O trabalho exige imenso esforço físico. Para piorar, as pessoas ficam confinadas em um pequeno espaço, que está sempre MUITO QUENTE e CHEIO DE FUMAÇA (eles usam fogo). Não há mínimos cuidados com a saúde — nem mesmo um exaustor para a fumaça. Fique um minuto lá dentro e você sentirá suas vias aéreas gritarem. Imagine agora quem fica lá o dia todo, todos os dias.

Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech
Alguém aqui está exausto…
Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech

Observe novamente a foto acima. Sim, aquilo é fumaça. O ar está cheio.

Agora, na mesma foto, note a escada estreita que aparece à direita. Ela dá acesso ao topo do prédio, onde eles deixam os tecidos secarem. Turistas ficam curiosos para ver como é lá no alto, mas os funcionários geralmente proíbem o acesso, principalmente para fotos.

Ah, eu queria tanto ver!…

Calma. Eu estou aqui! 😉

Quando me dizem que fotos são proibidas em um lugar, aí eu quero mais ainda fotografar. Eu pedi acesso a eles uma vez, duas, três. Expliquei que era para este blog. No fim, eles cederam. E lá fui eu… tossindo… mal enxergando por onde subia.

Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech
Mercado de tinturaria em Marrakech
A volta, quando eu descia aquela escada. Mais tosse…

Realmente incrível essa visita, Glauco, apesar do lado triste. E as pessoas não podem COMPRAR nada ali? Apenas observam?

Claro que podem. Vender é o que os funcionários mais desejam — por isso se esforçam na simpatia com os visitantes.

Há peças de qualidade, e a preços baixos. Negociar valores é importante e faz parte da cultura deles. Por isso, nunca aceite os primeiros preços.

Mercado de tinturaria em Marrakech
Minha irmã parecia uma típica marroquina. 🙂

Interessante, não? Pois vamos às informações práticas.

Localização

Sempre recomendo que você esteja com um guia de turismo em Marrocos. Diga a ele que você deseja visitar esse mercado. Ele saberá ir até lá.

Mas agora, para facilitar sua vida, localize o lugar direto no Google Mapas.

Mapa do mercado de tinturaria em Marrakech
O balão vermelho mostra o mercado. Note, à esquerda, o Hotel Naoura Barrière. Foi onde me hospedei. É excelente. Na parte inferior, veja o mercado Jemaa el-Fna. Lembre-se: é o maior e mais importante mercado de Marrakech.

Bons passeios! E boas compras!

Aliás, compre mesmo. Ajude aquelas pessoas. Elas literalmente se matam (aos poucos!) para fazer aquelas belas peças que os turistas levam para casa e mostram com orgulho aos amigos. Valorize o trabalho delas!

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário