Categories
Tecnologia

Novo recurso no WhatsApp pode ser um risco para a sua segurança

Usa WhatsApp?

Se eu uso? Glauco, eu MORO no WhatsApp!

Então, já deve conhecer – e usar aos montes – o novo recurso do aplicativo: Estados, ou Status (minha versão está em inglês). Com isso, você publica fotos e vídeos que são automaticamente propagados a todos os seus contactos. Depois de 24 horas, os estados desaparecem.

Isso é interessante… mas pode tornar-se uma ameaça a sua privacidade e até a sua segurança. Muitas pessoas estão usando o recurso sem perceber isso.

Qual o motivo dessa nova neurose?

Acho que não é neurose. Não vejo exagero no alerta.

[Tá. Nenhum neurótico admite que é neurótico.]

Para entender, pense em como novos contactos aparecem em seu WhatsApp. Basta você ter em seu aparelho o número de telefone de uma pessoa para ela surgir automaticamente em sua lista. (Portanto, você também aparece nas listas de muitas outras pessoas.)

Conte quantas estão em sua lista, quietas, sem nenhuma interação. Encontre lá o atendente de uma loja que um dia lhe deu uma informação. O pedreiro que deu orçamento para um muro na sua casa. A pessoa com quem você falou só uma vez por causa de um anúncio de jornal. O advogado que você consultou. Ao publicar um estado, sua foto ou vídeo alcança todas essas pessoas.

Todas.

Se você não se preocupa com isso, está a agir muito mal. Quanto de sua intimidade você vai revelar? E que tal essas pessoas saberem onde você está?

Considere, por exemplo, uma viagem. Durante os passeios, você publica estados. As pessoas saberão que você está fora de casa. Talvez muito longe, em outro país.

Mas eu já não faço isso no Facebook? Qual a diferença?

Muita diferença. A maioria das pessoas está acostumada a controlar o que mostra no Facebook. Podem postar apenas para amigos – e devem saber quem são esses amigos. Quando não houver nenhum problema, podem postar para todo o público. No WhatsApp, lembre-se, há uma enorme lista de pessoas adicionadas automaticamente pelo simples fato de você ter o número de telefone delas marcado em seu aparelho. Você nem se lembra que elas estão lá, ou nem mesmo sabe. Os estados atingem um alcance bem maior do que você imagina.

Hum… Agora eu me preocupei, Glauco! E fiquei triste! Eu gosto tanto de postar estados!…

Você não precisa isolar o novo recurso. Para continuar, configure o WhatsApp para exibir seus estados apenas a quem você quiser. Depois, publique estados e mais estados, até cansar! (Mas cuidado para não cansar as pessoas com tantas publicações. Sério.)

Acompanhe comigo as imagens abaixo. São cópias de minhas telas, e meu sistema está em inglês. Mas você vai perceber o caminho.

Primeiro, vá para a seção ESTADOS, ou STATUS.

Estados no WhatsApp

Na seção, toque nos três pontinhos que surgem no alto, à direita, para abrir o menu. Aqui, eles aparecem embaixo do relógio (23:03).

Estados no WhatsApp

Surge o pequeno menu. Escolha PRIVACIDADE DOS ESTADOS, ou STATUS PRIVACY.

Estados no WhatsApp

Aqui está o grande segredo. Você determina QUEM poderá ver seus estados.

Estados no WhatsApp

A primeira opção, MEUS CONTACTOS, ou MY CONTACTS, é o padrão. É dela que você deve fugir.

A segunda, MEUS CONTACTOS EXCETO ou MY CONTACTS EXCEPT, permite que você exclua pessoas. É uma lista de exceções. Uma boa escolha, mas força você a fazer uma varredura em sua lista, eliminando inúmeros contactos.

A terceira opção, PARTILHAR APENAS COM ou ONLY SHARE WITH, é a mais segura e mais prática. Em vez de ter o trabalho de determinar exceções, você cria uma lista de quem poderá ver, com exclusividade, os seus estados.

Ah, muito bom, Glauco! Vou já fazer isso.

Ótimo.

Tenha em mente uma coisa. Ao alterar a privacidade, a nova regra não valerá para estados já publicados. Mas tudo bem, porque eles desaparecem em 24 horas. O importante é agir bem a partir de agora.

Agora com licença, eu vou publicar um estado.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário