Categorias
Turismo

O delicioso passeio de faluca no Rio Nilo

Faluca é uma embarcação típica no Egito. Rústica, de pequeno porte, move-se a velas pelo enigmático e majestoso Rio Nilo. Não surgiu para fins turísticos, mas acabou virando uma popular atração para quem visita o país.

Eu já fiz vários passeios de faluca, e agora mostro como é isso, com várias fotos e um vídeo no final.

Passeio de faluca no Rio Nilo

Vale mesmo a pena?

É comum ver roteiros de viagem ao Egito que não incluem um passeio de faluca. Neste caso, aparece como opcional. As pessoas então me perguntam:

Glauco, vale mesmo a pena? Será que devo investir nisso?

Se vale a pena? A resposta é um SIM. Eu acabo de dizer que já fiz esse passeio várias vezes. É barato e pode enriquecer ainda mais as suas memórias de viagem. Converse a respeito com seu guia de turismo egípcio ao combinar o roteiro.

Onde acontece o passeio

Por tradição, o passeio de faluca (ou falucca, feluca, felucca) acontece no trecho do Rio Nilo que passa por Aswan.

Aswan faz parte do trajeto do cruzeiro no Nilo. Se o seu pacote de viagem tem cruzeiro, essa oportunidade provavelmente será apresentada a você. Caso não tenha o cruzeiro, procure hospedar-se em Aswan, em hotel mesmo, para conhecer o essencial por lá. (E não se esqueça de Luxor, que eu considero a grande joia do turismo no Egito.)

Glauco, eu pensei em fazer esse passeio de faluca em outro lugar. Pode ser? É boa ideia?

Não.

Passeio de faluca é um dos brilhos do turismo em Aswan

É possível fazer o passeio de faluca em outros locais — Luxor, por exemplo. Mas note que eu comecei assim esta parte do artigo: “Por tradição, o passeio de faluca acontece no trecho do Rio Nilo que passa por Aswan”. Toda a tradição para isso está em Aswan. Sem comparações.

Mapa do Egito mostra Aswan em comparação com o Cairo.
Entenda a posição de Aswan no Egito. Está na área apontada pelo balão vermelho. O Cairo, bem longe, é indicado pela seta azul. A seta verde mostra Luxor. (Por isso o ideal é viajar de avião ao seguir de Cairo para lá.)
Mapa que mostra o trecho de navegação com a faluca no Rio Nilo.
A seta azul marca o trecho tradicional dedicado aos passeios de faluca em Aswan. Note, em rosa, o nome “Hotel Sofitel Legend Old Cataract Aswan”. Citarei isso daqui a pouco.

Como é o passeio de faluca

Não é um passeio demorado. Depende do dia, do horário, do clima. De modo geral, não deve chegar a uma hora.

Tanto depende do clima que os condutores das embarcações às vezes apelam para um jeitinho quando não há vento suficiente para impulsionar a faluca. Um pequeno barco motorizado vai à frente, devagar, puxando a faluca por uma corda. Se isso acontecer durante o seu passeio, não estranhe: é normal.

É um passeio cultural? Sem dúvida — como todos os passeios feitos no fabuloso Egito. Conhecemos uma tradição a mais, e temos um contato mais direto com os núbios que povoam a região. Mas podemos dizer também que é um passeio emocionante e… divertido.

Pausa na leitura
» Vai fazer turismo no Egito? Se deseja viagem com mais qualidade, em roteiros personalizados, privados, conheça o MEU EGITO. É uma criação minha e de dois grandes guias egípcios: Ihab Hamdy & Hadi Salah. Leia depois aqui.

O vídeo no final deste artigo mostra bem essa impressão. Um núbio, responsável pela embarcação, pega um pandeiro e canta músicas típicas da cultura local. Uau, como isso é divertido! Os turistas não resistem: cantam junto, dançam, batem palmas.

Enquanto canta e dança com os nativos, contemple a paisagem. Sinta o enigmático e majestoso Rio Nilo que abre-se à sua frente. Observe as margens, a ecologia envolvida, as rochas, as pequenas ilhas. Turistas ficam arrepiados de emoção. Prepare sua câmera ou seu smartphone.

Há ainda a possibilidade de você encontrar os chamados “garotos do Nilo”, que cantam para turistas. Já escrevi um artigo sobre isso aqui no blog, por isso agora não conto detalhes.

Passeio de faluca é divertido e cultural

Uma das maiores surpresas é o tradicional Hotel Old Cataract. Passamos em frente da enorme construção. Está ligado a grandes personalidades mundiais que hospedaram-se ali. Churchill, por exemplo. O maior destaque vai para a escritora Agatha Christie. Ela hospedou-se lá muitas vezes, e o hotel serviu de inspiração para o famoso romance Morte no Nilo (que foi adaptado mais uma vez como filme em 2022, com um elenco grandioso).

Glauco, eu adorei tudo até aqui, e fico agora em grande ansiedade para fazer logo esse passeio. Mas… não é… perigoso?

Não penso assim. Eu, pelo menos, nunca ouvi falar de acidente com turista durante o passeio. O pequeno barco segue calmamente pelo Rio Nilo, bem controlado. Mesmo quando as pessoas se agitam lá, dançam, cantam, estão no miolo da embarcação. Claro que está por nossa conta tomarmos cuidados básicos. Ninguém vai se debruçar na faluca, por exemplo. Bom-senso aqui é tudo.

Ótimo. Já tenho tranquilidade. Mas você reparou em uma coisa? Você falou, falou… e até agora não mostrou as prometidas fotos e o vídeo.

Então vamos agora mesmo para isso. 😉

Embarcando na faluca.
Vamos embarcar!
No passeio de faluca.
No passeio de faluca. As velas do barco.
No passeio de faluca.
No passeio de faluca.
No passeio de faluca.
No passeio de faluca.
No passeio de faluca.
No passeio de faluca.

Cante e dance muito!

No passeio de faluca.
O responsável pela faluca. O homem que pegou o pandeiro e puxou a música.
Músicas e danças durante o passeio de faluca.
E vamos cantar e dançar! (Quarta pessoa, da esquerda para a direita: Ihab Hamdy, um dos grandes guias egípcios que eu recomendo com louvor.)
O Hotel Old Cataract visto durante passeio de faluca.
À esquerda, o Hotel Old Cataract.
O Hotel Old Cataract visto durante passeio de faluca.
Pôr-do-sol durante passeio de faluca.
E o sol foi baixando… As belezas naturais da região agora têm um outro tom.

E então? Gostou?

Muito, muito, muitíssimo, Glauco! Agora tenho ansiedade para ver o prometido vídeo.

Vídeo

Cá está:

Bons passeios no Egito! Boa navegação! Boas emoções! Como eu sempre digo: o Egito é a viagem da minha vida!


GLAUCO DAMAS
Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.
Saiba mais « » Contacto


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *