Categories
Turismo

Restaurantes de chefs consagrados na mídia: prepare-se para decepções

Grandes chefes da mídia

Sente-se frustrado por não conhecer um restaurante de um grande chef que está sempre na mídia? Tem inveja de quem já conhece? Vai viajar e está ansioso para ir a um desses restaurantes? Calma. Nem sempre esses lugares são o que a gente pensa.

 

Chefs midiáticos

Quando a mídia vale mais que os pratos servidos

Há muitos chefs famosos. Conquistam respeito, ganham alguns prêmios e estrelas Michelin, às vezes dão entrevistas. Além deles, há os chefs midiáticos. Têm presença obsessiva nos meios de comunicação. Adoram aparecer, dar receitas, criticar trabalhos alheios. Brilham em programas de TV, em eventos, em livros. Passam uma imagem de perfeição. Ganham fama, fama e mais fama. Com isso, quem é que não anseia pelo prazer de frequentar um dos restaurantes deles?

Eu já tive oportunidade de conhecer alguns. Há pessoas que dizem sentir inveja de mim por isso. E arrematam: “Um dia, se Deus quiser, será a minha vez”. Outras comentam: “Vou ao país X e já fiz reserva para um restaurante do grande chef Y”. Muito bem. Mas, depois de muitas experiências, eu prefiro ter cautela com esse assunto.

Eu vou a muitos restaurantes, e sou exigente com tudo — da limpeza à qualidade da comida. Acredite: até hoje, não conheci um restaurante de chef midiático que me deixasse totalmente satisfeito.

Parece que a preocupação com a própria imagem supera a que eles têm com os pratos que servem. Ou a explicação pode ser outra. Devido aos inúmeros compromissos impostos pela mídia, eles perdem as rédeas do negócio, não conseguem mais controlar o padrão de qualidade nos restaurantes. O império cresce além do que os braços deles podem alcançar.

 

Frustrações

A pior decepção que eu tive foi em um restaurante do poderoso, midiático, espetaculoso Jamie Oliver.

Restaurante de Jamie Oliver na Inglaterra

Eu voltei a Londres com a idéia de ir a um restaurante dele. Durante a viagem, surgiram novos planos, por isso deixei a idéia para uma outra vez. No aeroporto, já de volta para casa, fiquei surpreso ao ver um restaurante dele lá dentro: o Jamie’s Italian. Pronto, aí estava a oportunidade.

O maior prazer que eu tive nesse restaurante aconteceu quando eu fui embora. Já escrevi sobre isso aqui no blog.

Eu estava com a minha irmã. O prato dela — que incluía carne e massa — era apenas comum. A minha pizza estava um descaramento, uma falta de respeito — a pior que eu comi em toda a minha vida. Nem era fresca. Mas, nos programas de TV, Oliver fala incansavelmente sobre produtos frescos.

Restaurante de Gordon Ramsay: Heddon Street Kitchen

Na viagem seguinte a Londres, fiz reserva em um restaurante de Gordon Ramsay: o Heddon Street Kitchen.

Eu seria injusto se falasse mal dos pratos. Estavam bons. Aliás, o ambiente era bonito. Mas atenção: eu disse pratos bons. Nada mais. Nada especial.

Ramsay é o chef mais midiático do planeta. Sim, ele consegue superar até Oliver nesse aspecto. Critica ferozmente os trabalhos de outros chefs. Assume o papel de exemplo a ser seguido. Nisso, não economiza na arrogância. Natural eu esperar uma excelência em um restaurante dele.

Gordon Ramsay

Nessa mesma viagem, jantei também no Sixtyone e no L’Anima. Ainda escreverei sobre esses dois restaurantes. São locais com aquele primeiro tipo de chef que citei ali em cima. Chef famoso, respeitado, competente, mas ao mesmo tempo discreto, sem obsessão por mídia. Nesses dois eu encontrei a qualidade esperada no restaurante de Oliver e no restaurante de Ramsay. Incrível!

Experiências assim aconteceram comigo em outros países, inclusive no Brasil e aqui em Portugal. Há pouco tempo, fui com minha família a um restaurante de um chef midiático aqui em Portugal. Eu não como bacalhau, mas quem estava comigo pediu esse prato. Disseram que foi um dos piores que comeram em toda a vida… Agora veja que curioso. Eu costumo dizer: “Quer conhecer a melhor casa de fado de Lisboa? Visite a A Severa. Além do show incrível, você come o melhor bacalhau da cidade”. Pois aí está. O bacalhau que consideramos o melhor de Lisboa. Mas lá não encontramos nenhum chef “espetaculoso”. Simplesmente, há um chef de alta qualidade, sem obsessão de ser estrela.

Vale a pena citar também uma experiência que tivemos em Sevilha, Espanha. Perguntamos qual era o melhor restaurante da cidade. Queríamos algo especial, por ser aniversário de minha mãe. Chegamos a um restaurante midiático. Acredite: nós deixamos comida no prato.

Fique atento, portanto. Não espere muito desses lugares. Não inveje quem já foi. Pense duas vezes se vale a pena pagar algo mais pelo simples fato de o local estar sob constantes holofotes. Isso pode ser isca para atrair multidões.

Bom apetite… e boa sorte.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

7 replies on “Restaurantes de chefs consagrados na mídia: prepare-se para decepções”

Olá G Damas, eu adoro os seus esclarecimentos. Muito obrigada por esse. Muito interessante e oportuno por sinal.

Deixe um comentário