Categories
Turismo

Trajes para turistas no Egito: dicas e regras de etiqueta

Trajes causam preocupação em quem está com viagem marcada para o Egito. É uma das perguntas que mais me fazem sobre esse destino, alcançando, no topo, as questões “É perigoso visitar o Egito?“, “Como obtenho visto para o Egito?“, “Como são os gastos locais no Egito?” e “Qual a melhor época para visitar o Egito?“.

Essa preocupação é bastante natural. O Egito ainda é uma realidade distante para a maioria dos turistas. Sobre como os egípcios nativos saem nas ruas e se comportam, tudo o que as pessoas costumam saber é um pouco do que veem pela TV e por fotos na internet. Então os turistas se vestem como? As mulheres, especialmente?

Isso mesmo, Glauco. Penso especialmente no caso das mulheres.

Egípcios nativos em rua do Cairo.
Egípcios nas ruas do Cairo.

Você faz bem ao preocupar-se com isso. No contacto com outra cultura, podemos acidentalmente fazer algo ofensivo. Temos de nos preparar o mais possível para evitar gafes. (Eu já cometi gafes em Marrocos, por exemplo… mas não conta pra ninguém!)

Preparado para as respostas? Venha comigo… e comece a organizar suas roupas. Quem sabe você ainda se veste como Indiana Jones ou Lara Croft para viver grandes emoções em terras faraônicas?

Lara Croft e Indiana Jones
Oba!

Trajes para turistas homens no Egito

A situação para os homens é confortável. Não penso em alertas, em regras ou padrões para eles seguirem.

Interior do Templo de Edfu.
À direita, dois turistas homens bastante à vontade nas roupas.

Sapatos, sandálias ou chinelos. Calça comprida ou bermuda. Camisa de manga comprida ou de manga curta. Menos ainda que isso: camisa cavada ou de alça, com as axilas à mostra e até uma boa parte do peito. Os homens — vamos admitir — usufruem liberdade durante os passeios. Apenas não vamos abusar ao ponto de ficar sem camisa.

Trajes para mulheres no Egito

Aqui está a maior dúvida.

Sim, as mulheres devem seguir certos padrões. Mas não há o exagero que algumas imaginam. Afinal, a mulher é uma turista no país, não uma habitante.

Em primeiro lugar, não pense que a turista deve andar com a cabeça coberta. Ela faz isso se quiser, para viver mais a rotina do país e absorver mais intensamente um pouco da cultura local.

Podemos resumir assim para as mulheres: sejam discretas

De modo geral, podemos resumir assim o conceito para a turista: ser discreta. Simplesmente isso. Com bom-senso, temos a decisão apropriada. Bom-senso é sempre o termo-chave.

Assim, a mulher evita pernas, barriga, peito e ombros à mostra. Não precisa cobrir os braços, mas uma manga curta, pelo menos, é apreciada.

(Artigo continua após este recado.)
Turismo no Egito? Conheça o Meu Egito. Eu mesmo, G. DAMAS, lá recomendo os melhores guias de turismo egípcios — aqueles em quem eu mais confio. Em um destino exótico e complexo como esse, a sua viagem está nas mãos dos guias. Por isso, tenha preocupação com qualidade. Para saber mais, siga depois AQUI.

Glauco, eu vejo muitas fotos do Egito, e aparecem mulheres vestidas bem… ahn… à vontade.

Eu também vejo.

Pois então, Glauco! O que acontece com elas?

O que acontece com elas? Você pensa que os egípcios são bárbaros? Vamos esclarecer uma coisa: o egípcio é um povo bom, amigável, de modo geral pacífico. Tenho ótimas experiências com eles. Aliás, é um povo que ama os turistas — até porque sabe que depende muito dos turistas para a economia do país.

Eles não agridem fisicamente uma turista que não esteja vestida apropriadamente. Eu nunca vi isso. Nada deve acontecer além de uns olhares condenatórios. Essa turista pode atrair olhares, e ficar incomodada com isso. Até reclama dos olhares, esquecendo-se de que ela está a agir mal com aquelas roupas.

De modo geral, o egípcio é bom, pacífico, cativante, amigo

Enfim, a situação não deve passar disso — um “desconforto”. O guia de turismo egípcio, sempre ao lado durante os passeios, já impõe respeito ao povo perante os clientes (um dos motivos por que é essencial você ter bons guias no Egito).

Turistas caminhando no Templo de Kom Ombo.
O traje dessa mulher de costas poderia estar… ahn… “mais adequado”?
Turistas visitam o Templo de Edfu.
O mesmo para esta mulher aqui em primeiro plano? E para aquela de vestido ali no fundo?
Turistas mulheres no Egito.
Podemos falar o mesmo sobre estas turistas?
Turistas prestes a visitar a Mesquita de Alabastro.
Bons exemplos aqui — para homens e mulheres. Note a mulher no centro, de blusa cinza, óculos de sol e bolsa. Traje perfeito para a visita.

Regras para todos

Há regras e costumes que se estendem a todos — homens e mulheres. Por exemplo, para entrar em uma mesquita.

Em algumas situações, mulheres podem precisar de um véu para entrar. Homens, não, mas, da mesma forma que as mulheres, devem cobrir os calçados.

Entrar em uma mesquita é um acto que pede um enorme respeito

Veja as duas fotos abaixo, que eu tirei em visita à famosa Mesquita de Alabastro, no Cairo. Observe os calçados. Estão com protetores descartáveis oferecidos pela própria mesquita.

Meus pés na Mesquita de Alabastro
Meus pés durante a visita à Mesquita de Alabastro.
Turistas na Mesquita de Alabastro.
Ainda na Mesquita de Alabastro. Observe os pés dos turistas.

Comprar roupas durante a viagem

Seu interesse pelos trajes egípcios cresceu? Ótimo.

Apenas por diversão, ou para viver mais profundamente o espírito dessa jornada, turistas adoram comprar roupas típicas durante a viagem. Recomendo isso. Eu e minha irmã, por exemplo, usamos algumas dessas peças até hoje, em casa, e isso sempre é um bom meio de reviver dias inesquecíveis.

Oportunidades não faltam para essas compras. Você verá peças à venda em muitas lojas, inclusive no navio do cruzeiro, e até em bancas de rua. Aproveite. Os produtos não costumam ser caros, e ainda há a vantagem do câmbio com a libra egípcia.

Roupas à venda em loja de navio durante cruzeiro no Nilo.
Roupas à venda em loja de navio de cruzeiro (no caso, o navio Radamis II).
Roupas à venda na área dos Templos de Abu Simbel.
Roupas à venda perto dos Templos de Abu Simbel.
Roupas à venda no Egito.
Oportunidades assim aparecem inúmeras vezes durante a viagem.

Gostou?

Agradeço pelos esclarecimentos, Glauco. Mas eu não deixo de pensar em uma coisa… Eles não deviam respeitar mais o jeito natural dos próprios turistas? Por que impõem certos hábitos a nós?

Tenho um pensamento especial sobre isso.

Você é uma visita

Imagine-se em visita à casa de um amigo. Você quer ser — eu espero — uma visita educada. Não vai quebrar as regras daquele lar. Não impõe o seu jeito à morada de seu amigo.

Um turista internacional é alguém de fora no país. Um visitante. Como tal, espera-se que respeite regras e costumes. A sociedade egípcia tem certas preocupações e tradições, e você é o visitante que chega para respeitar tudo isso. Uma regra que seja absurda para você pode ser muito clara e lógica para eles. Portanto, respeito acima de tudo.

Que tipo de visita é você? Seja um exemplo

Respeito e… inteligência. Porque um turista culto e esperto até gosta de observar tais diferenças. Isso é um enriquecimento cultural para ele. Mesmo que não concorde com algo que vê, saberá um pouco mais sobre o comportamento humano. E quem sabe ele até enxerga a vantagem de algo e passa a concordar com um conceito que antes achava absurdo?

Mente aberta é a estrada para a evolução.

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

3 comentários a “Trajes para turistas no Egito: dicas e regras de etiqueta”

Deixe um comentário