Meus vôos pela Alitalia

A companhia aérea Alitalia está em evidência nesta semana, devido à visita do Papa Francisco ao Brasil. Ele viajou (como sempre viajam os papas) por essa companhia, cujo logotipo apareceu inúmeras vezes na mídia.

Desde 2006, voei 3 vezes pela Alitalia, em classe turística. Dois vôos foram internacionais; um foi doméstico, na Itália, de Milão até Roma. (Sim, escrevo “vôo”. Resolvi descartar o absurdo acordo ortográfico.)

Voo pela Alitalia

Breves impressões:

.

As aeronaves estavam em boas condições internas. Em um dos vôos internacionais, no entanto, o encosto do assento da minha irmã estava quebrado. Imperdoável para quem vai passar longas horas de vôo.

Mais problemático foi o espaço entre as poltronas. Uma tortura, ainda mais para uma pessoa alta como eu. Desembarquei com dores no corpo todo.

O serviço de bordo era fraco. Uma tripulação simpática poderia ter compensado isso, mas não foi o caso. (Nada como a tripulação supersimpática da KLM…)

Por outro lado, o serviço de entretenimento foi um dos melhores que tive até hoje. Inúmeros filmes, séries, shows de humor, desenhos animados. Filmes recentes, inclusive.

Voo pela Alitalia

É evidente que eu não recomendo com entusiasmo um vôo desses. Mas a experiência está, simplesmente, dentro da [triste] média das companhias razoáveis, que são maioria no planeta. Se surgir uma boa oferta pela Alitalia para a sua viagem, vá em frente.

Em meu caso, a vantagem foi esquecer os problemas assim que pisei em solo italiano. A Itália, com suas belezas naturais e sua rica História, encanta imediatamente qualquer pessoa. 😉

By GLAUCO DAMAS

Moro em Portugal. Atuo como autor desde 2001. Publiquei livros infanto-juvenis, inclusive pela Editora Saraiva. Em 2013, surgiram o primeiro livro técnico e o primeiro guia de viagem.

Deixe um comentário